PS/TERCEIRA DENUNCIA “INÉRCIA” DO GOVERNO REGIONAL PARA CAPTAR NOVAS EMPRESAS PARA O PROJETO “TERCEIRA TECH ISLAND”

Em conferência de imprensa esta terça-feira, o Secretariado de ilha do PS/Terceira denunciou a “inércia” do Governo Regional relativamente à captação e apoio a novas empresas no âmbito do projeto “Terceira Tech Island, e alertou para “incapacidade” do executivo de coligação PSD/CDS-PP/PPM “em continuar com o projeto”.

Citado em nota de imprensa do partido, Luís Leal, membro do Secretariado de Ilha, lembrou que entre fevereiro de 2018 e julho de 2020, instalaram-se na Praia da Vitória, “mais de 20 empresas tecnológicas”, as quais criaram “cerca de 200 postos de trabalho”, tudo isto, resultado de “um intenso trabalho de captação de investimento, e da constante disponibilização de recursos humanos especializados em programação informática”.

No que diz respeito à captação de investimento, Luís Leal, apontou a presença dos Açores na Web Summit — “o maior evento sobre empreendedorismo de base tecnológica da Europa” — como algo absolutamente determinante, que sempre foi valorizada pelo anterior Governo do PS, fruto de “uma clara visão estratégica do valor emergente deste mercado”, mas segundo o socialista isto não aconteceu na última edição.

“A participação açoriana neste evento permitia promover a nossa Região, e em especial a ilha Terceira e o projeto ‘Terceira Tech Island’, como um lugar com elevado potencial e com excelentes condições de atratividade destinadas ao estabelecimento de empresas que operam neste setor”, mas, continuou, após a realização de mais uma edição desta conferência europeia, o atual Governo optou por “esconder por completo a sua existência na comunicação perante os potenciais investidores ou empresas interessadas em abrir polos tecnológicos de nearshore”.

Nesse sentido, acusou o executivo liderado pelo social-democrata José Manuel Bolieiro de ofuscar os potenciais investidores na área tecnológica com produtos alimentares da “Marca Açores” todos os dias do evento, “confundindo a Web Summit com uma feira agroalimentar ou de gastronomia”.

“A incapacidade deste Governo em interpretar os mercados e negócios emergentes demonstra o nível a que a Região esteve exposta perante alguns dos maiores investidores do mundo em matéria tecnológica”, acrescentou.

“O Governo do PSD/CDS/PPM não percebeu o que é a Web Summit e não teve estratégia para a valorização da economia digital, desprestigiando a Região e todo o trabalho feito de colocação dos Açores no radar de atração de investimentos da área do digital. Os Açores marcaram presença numa feira de cariz tecnológico, mas posicionaram-se estrategicamente para uma feira de gastronomia”, lamentou Luís Leal.

O socialista lembrou ainda que por diversas ocasiões, o PS/Terceira já alertou para o “abandono” a que este Governo votou o projeto “Terceira Tech Island” e passado um ano em funções, a realidade demonstra que só “não há novas empresas no projeto”, mas também que há “empresas que decidiram abandonar o mesmo” e outras ainda que “haviam manifestado interesse em se instalar perderam-no por inércia do Governo em apoiá-las”.

© PS/T | Foto: PS/T | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s