PONTA DELGADA MARCA PRESENÇA NO 35.º COLÓQUIO DA LUSOFONIA EM BELMONTE

A Câmara Municipal de Ponta Delgada está presente no 35.º Colóquio da Lusofonia, em Belmonte, que arrancou no passado sábado e decorre até hoje, através do vereador da Cultura, Sérgio Rezendes, em representação do presidente Pedro Nascimento Cabral.

Durante a cerimónia de abertura, no último sábado, 09 de abril, informa a Câmara em nota de imprensa, o autarca referiu-se à batalha de La Lys, “evocativa de uma história em comum, embora dolorosa: Belmonte enviou os seus conterrâneos para o norte de França. Os Açores ficaram sem apoio militar mas os açorianos também combateram em La Lys, por terem sido mobilizados a partir do continente”.

“Para além de uma Memória comum, caso das Comunidades Hebraicas e respetivos espaços sagrados como Sinagogas, ou as Descobertas portuguesas por Gonçalo Velho Cabral, natural de Belmonte, existe muito mais a descobrir em temáticas como o Espírito Santo, o povoamento das ilhas, a emigração para a Brasil ou as cerâmicas tradicionais” – acentuou.

Sérgio Rezendes sublinhou que “através dos Colóquios da Lusofonia, a repetirem-se em outubro no concelho de Ponta Delgada, cimenta-se a amizade e parceria com Belmonte, levando-se ainda mais a Cultura e a Literatura, deixando-se campo aberto  à investigação científica  entre as duas comunidades”.

O edil aproveitou a oportunidade para convidar a Câmara de Belmonte para estar presente nos concertos de música hebraica, a decorrer na Sinagoga entre 23 e 25 de abril, e no 36.º Congresso da Lusofonia, a decorrer na cidade de Ponta Delgada, em outubro.

Além da explanação apresentada por José de Mello sobre importantes personalidades da história hebraica em Ponta Delgada, o Vereador da Cultura dissertou em plena Beira Baixa, sobre a profundidade do mar atlântico português e açoriano entre 1914 e 1991.

Paralelamente, procedeu-se à homenagem ao escritor pontadelgadense Pedro Paulo Câmara, tendo ainda ocorrido concertos com  Ana Paula Andrade e a Escola de Música de Belmonte, fortalecendo-se ainda mais o protocolo entre as instituições.

Belmonte é cidade irmã de Ponta Delgada desde 2021 por um protocolo que visa precisamente, a partilha de laços históricos, culturais e de interesses comuns numa salutar cooperação bilateral.

A Geminação entre Ponta Delgada e Belmonte representou a expressão institucional e política do interesse em aprofundar os laços históricos e culturais entre dois Municípios, que partilham um legado hebraico que não só nos referencia na História de Portugal, como também identifica e valoriza cada um dos territórios numa perspetiva histórica, cultural e também turística.

© CMPD | Foto: CMPD | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s