FONTE DO BASTARDO: REQUALIFICAÇÃO DA ANTIGA ESCOLA PRIMÁRIA DEVERÁ ESTAR CONCLUÍDA DENTRO DE UM ANO

De visita às instalações da antiga Escola Primária da freguesia de Fonte do Bastardo, onde nascerá a nova sede dos escuteiros daquela localidade, na passada segunda-feira, no âmbito da iniciativa “Presidência Aberta”, o presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, perspetivou que a obra de requalificação daquele edifício estará concluída dentro de um ano.

De acordo com uma nota na página da internet da autarquia, hoje consultada pelo Praia Expresso, a obra está orçada em cerca de 120 mil euros e tem um prazo de execução de nove meses. A empreitada será lançada a concurso prevendo-se que “num espaço de três meses possa estar adjudicada e a iniciar-se”, revelou o autarca, citado na referida nota.

Tibério Dinis recordou que a autarquia que tem sido, desde a primeira hora, um parceiro ativo do agrupamento de escuteiros da freguesia da Fonte Bastardo.

“O escutismo é um movimento muito importante nas nossas freguesias e ilhas e queremos, por um lado, dar condições condignas aos Escuteiros da Fonte do Bastardo para exercerem as suas atividades e, por outro lado, requalificar um edifício que se encontra devoluto, no centro da Freguesia, e que deve ser colocado, de novo, ao serviço da população”, frisou.

O edifício da antiga Escola Primária da Fonte do Bastardo foi património municipal até 2017, ano em que a Câmara Municipal o doou ao Agrupamento de Escuteiros n.º 709. Por uma questão interna de gestão de património dos Escuteiros na Região, foi à Associação ALERTA que o Município entregou o projeto que desenvolveu tendo em vista a reabilitação do edificado e a sua transformação em sede do agrupamento.

Em setembro do ano passado, no âmbito da “Presidência Aberta” à freguesia, Tibério Dinis entregou o projeto que “garante as melhores condições” para a atividade daquele agrupamento, assegurando ainda apoio ao financiamento da empreitada. Agora, explicou, “a Câmara Municipal está a apoiar na elaboração das peças concursais do concurso público da empreitada, uma vez que, apesar de ser a Associação ALERTA a dona da obra, a mesma será financiada por fundos do Município e a lei obriga a que seja lançado um concurso público. Se tudo correr normalmente, dentro de três meses, teremos a obra adjudicada e a iniciar-se”.

“Com este investimento, a rede de escutismo no concelho da Praia da Vitória ficará com boas condições para desenvolver as suas atividades”, afirmou o edil, manifestando satisfação pela solução encontrada entre o Corpo Nacional de Escutas, a Associação ALERTA (entidade criada pelo movimento escutista regional para gerir o património e os recursos dos escuteiros nas ilhas) e a Câmara Municipal da Praia da Vitória, no sentido de dignificar a atividade do Agrupamento n.º 709, ao mesmo tempo, que se possibilita a recuperação de um imóvel em pleno centro da Fonte do Bastardo.

© GC-MPV | Foto: GC-MPV | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s