DIA METEOROLÓGICO MUNDIAL: RADAR DA ILHA TERCEIRA INÍCIO DA EXPLORAÇÃO OPERACIONAL

Hoje, 23 de março, assinala-se o Dia Meteorológico Mundial. Como forma de assinalar este dia, e sublinhando a importância dos sistemas de observação meteorológica na segurança coletiva, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), através de publicação na sua página da Internet, informa que o sistema de radar meteorológico da ilha Terceira, na serra de Santa Bárbara, iniciou às 09:00 horas UTC a exploração em regime operacional.

Este é o primeiro sistema de radar Doppler da Banda C, com tecnologia de polarização dupla, instalado nos Açores pelo IPMA, suprindo assim uma lacuna observacional na região.

É de salientar a contribuição determinante deste radar nos domínios da previsão do estado do tempo a curto prazo para fins gerais e aeronáuticos, melhorando a capacidade de vigilância meteorológica. A sua importância será relevante não apenas para Portugal, mas também para o continente Europeu, nomeadamente no acompanhamento de depressões (incluindo ciclones tropicais) e outros fenómenos meteorológicos de tempo severo, com impacto direto na salvaguarda de vidas e bens.

O sistema de radar foi instalado em agosto-setembro de 2020, tendo posteriormente passado por um processo de parametrização global dos diversos componentes, testes e diversos ajustamentos, para melhor se adequar às condições de exploração pretendidas. Esta fase decorreu num período de cerca de 6 meses, durante o qual o radar meteorológico esteve em exploração experimental, tendo já apoiado as atividades do Centro de Previsão e Vigilância Meteorológica dos Açores (Observatório Afonso Chaves – Ponta Delgada).

Uma das mais-valias deste apoio pode ser reconhecida no acompanhamento da passagem de uma perturbação frontal pelo arquipélago, ocorrida no passado dia 02 de março. Foram então observadas diversas formações convectivas organizadas, embebidas no setor quente da referida perturbação. Pelas 16:06 UTC, conforme figura abaixo, o radar observava uma destas formações (Supercélula, SC), localizada sobre o sul da ilha de São Jorge e em progressão para nordeste, em direção à Ilha Terceira.

A referida SC, que se caraterizava por elevados valores de refletividade, foi simultaneamente observada no campo da velocidade Doppler (neste caso representou-se a velocidade do vento em relação à SC). Na correspondente ampliação é possível ver o detalhe da circulação relativa à corrente ascendente dotada de movimento de rotação organizado (mesociclone) que é uma caraterística deste tipo de formação. As SC podem produzir precipitação forte, por vezes com ocorrência de granizo, rajadas convectivas e, no limite, tornados. O radar meteorológico é a melhor ferramenta atualmente disponível para se efetuar o diagnóstico e acompanhamento deste tipo de fenómeno de tempo severo.

Presentemente, o IPMA explora uma rede de 5 radares meteorológicos, dos quais 3 já dotados de tecnologia de polarização dupla (Arouca, Porto Santo e Terceira) e 2 de tecnologia de polarização simples (Coruche e Loulé). Prevê-se que estes últimos venham a ser, num futuro próximo, objeto de substituição por sistemas equipados com a mais recente tecnologia.

© IPMA | Imagens: IPMA | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s