ABANDONO ESCOLAR

Paulo Silva

Ontem tive a oportunidade de visitar a Escola Básica e Secundária Tomás de Borba e, para além de ter ouvido os anseios da classe e de lhes ter apresentado as nossas propostas para a Educação, tive a oportunidade também de falar sobre os assustadores números ligados à educação nos Açores.

Note-se: nos Açores, a taxa de abandono escolar precoce é de 27%, mais do dobro da nacional. 1/3 dos alunos entre os 18 e os 24 anos não terminou os estudos. 70% da população não tem ensino secundário. Quase 90% não têm ensino superior. Nem eu nem ninguém no Partido Aliança deseja que os Açores continuem a surgir no Telejornal da RTP com estes números e com estes factos devastadores. Os Açores merecem mais!

Os alunos precisam de novas pedagogias, novos modos de aprender, de uma nova escola, preparando-se para que no futuro a formação também possa ser realizada fora do ambiente escolar. Contudo, não podemos deixar que os alunos do século XXI sejam dependentes digitais por isso têm de adquirir competências de trabalho em equipa e produção cooperativa de conhecimento. É urgente reforçar o ensino especial para crianças e jovens com maiores dificuldades na aprendizagem e com necessidades educativas específicas e promover uma reformulação organizacional profunda no sector, de forma a que se reinvente a escola, para que de faça mais e melhor ao nível do currículo, preparação e afetação dos recursos.

Acredito piamente que o sistema educativo deve estruturar-se em torno de Autonomia, Liberdade, Comunidade, Exigência e Inclusão de forma a que seja implementado um novo modelo de escola moderna.

Eu acredito que um aluno, não pode nem deve de ser uma estatística, mas sim um elemento fundamental para o futuro dos Açores!

Por isso, o grande desígnio que temos para a Região passa pela construção de base de um novo sistema de ensino, valorizando a classe docente, reformando os métodos de ensino, reformando os métodos de avaliação, usando as mais modernas infraestruturas existentes e remodelando as antigas, já que, como as coisas estão, não podemos estar a construir bases para um futuro mais risonho.

No Partido Aliança acreditamos ser urgente agilizar a reforma antecipada para professores e educadores sem penalização, dado que estes profissionais passam uma vida exigente a tratar dos nossos filhos. Defendemos a implementação da escola moderna, atrativa e humanizada com mais tempo para o professor, para o aluno e para a família, acreditando também, entre outros aspetos, no fim dos trabalhos de casa para que as famílias tenham mais tempo para desempenharem o seu papel de estrutura familiar tão importante para a criação de uma nova geração com fortes valores de base. Educar e ensinar têm de estar de mãos dadas, cada um com a sua função e complementando-se sempre.

Paulo Silva
Presidente do Aliança Açores e candidato a deputado pelo círculo eleitoral da Terceira.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s