GOVERNO CONTINUA A PROMOVER O ACESSO A HABITAÇÃO PRÓPRIA NA ILHA TERCEIRA, AFIRMA ANDREIA CARDOSO

A Secretária Regional da Solidariedade Social disse ontem, em Angra do Heroísmo, que o Governo dos Açores continua empenhado em desenvolver os procedimentos e estratégias diferenciadas para promover a construção de habitação nos vários loteamentos e terrenos que possui, facilitando às famílias o acesso a lotes a preços simbólicos.

Andreia Cardoso falava na cerimónia de assinatura das escrituras no âmbito do concurso público de cedência de lotes do loteamento de São Brás, no concelho da Praia da Vitória, com as três famílias que se candidataram a este concurso que decorreu no mês de julho.

“Iniciámos uma campanha de cedência de lotes a preços simbólicos, em concurso público, por todas as ilhas da Região, que já conta com 143 lotes lançados a concurso”, referiu.

Segundo adiantou, esta campanha complementa a decisão do Executivo açoriano de aumentar em 35% a comparticipação financeira para aquisição e construção de habitação.

“Esta estratégia proporciona aos beneficiários o acesso a lotes infraestruturados, a preços simbólicos, permitindo ainda o acesso a um projeto licenciado para a habitação prevista no loteamento”, afirmou.

“Nesta vertente, há ainda a possibilidade de acesso a um apoio para a construção da habitação com valores significativos, que poderão complementar a parte não financiada de um eventual financiamento bancário”, acrescentou a Secretária Regional.

No caso concreto do loteamento de São Brás, estavam em causa 19 lotes infraestruturados, com áreas que vão dos 159 aos 200 m2, que permitirão a construção de moradias de tipologia T1 a T4, que foram lançados em concurso em conjunto com outros lotes de outras localidades.

A Secretária Regional da Solidariedade Social também visitou esta manhã algumas habitações da ilha Terceira que serão intervencionadas no âmbito da medida patente na Estratégia Regional de Combate à Pobreza e Exclusão Social que visa a eliminação de barreiras arquitetónicas em habitações com pessoas com mobilidade reduzida.

Andreia Cardoso visitou quatro habitações onde as intervenções preveem a criação de rampas para facilitar a mobilidade de cadeiras de rodas ou a substituição de banheiras por ‘polibans’, com vista a facilitar o acesso a pessoas com dificuldades de locomoção.

Fotos: © GaCS/SRSS | GaCS/AIC/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s