PROTEÇÃO E SEGURANÇA DOS AÇORIANOS NA REDE VIÁRIA REGIONAL É PRIORIDADE DO GOVERNO DOS AÇORES, ASSEGURA ANA CUNHA

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas garantiu que a proteção e segurança das pessoas e bens ao nível da rede viária regional é uma prioridade do Governo dos Açores, concretizando-se em várias intervenções em toda a Região.

Ana Cunha, que falava quinta-feira, na Horta, na assinatura do contrato da empreitada de melhoramento das condições de acesso ao Monte da Guia, cerimónia presidida pelo Presidente do Governo, Vasco Cordeiro, adiantou que este é um investimento superior a 400 mil euros, que surge na sequência de uma derrocada ocorrida em 2018, cuja zona foi substancialmente agravada com a passagem do furacão Lorenzo, em outubro passado.

Agora, segundo Ana Cunha, é dado “um passo muito concreto com a assinatura deste contrato de empreitada para resolver em definitivo a situação de uma via muito relevante para a cidade da Horta, por forma a permitir o acesso ao Monte da Guia, à Praia de Porto Pim, aos centros de interpretação do Monte da Guia e à Fábrica da Baleia de uma forma segura, para pessoas e bens”.

A titular da pasta das Obras Públicas adiantou que esta é “uma intervenção que assegura a retoma da fluidez do tráfego normal e com condições de segurança, com um projeto que se pretendeu que tivesse um mínimo de impacto possível a nível paisagístico”.

“Naturalmente que a rede viária é apenas uma das componentes do investimento que tem sido concretizado nesta ilha e que abrange várias áreas”, referiu a Secretária Regional, recordando que está atualmente a decorrer um investimento “bastante relevante, que é a recuperação da estrada entre a Ribeira do Cabo e o Largo Jaime de Melo”.

Ana Cunha frisou, no entanto, que, “se considerarmos as obras concluídas e aquelas que estão neste momento a decorrer em várias frentes, estamos a falar de um volume de investimento de cerca de 30 milhões de euros em setores tão relevantes como a saúde, apoio à infância e aos idosos, educação, formação, agricultura, pescas e, naturalmente, rede viária”.

A Secretária Regional referiu ainda que, no que diz respeito ao Porto da Horta, “em breve” terão início no LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil) os ensaios em modelo físico reduzido, com recurso a gerador de ondas, para “avaliação das condições de agitação e das correntes marítimas, no âmbito da obra de requalificação do porto comercial da Horta”, acrescentando que esta é “uma fase decisiva de apoio à decisão para as melhores decisões técnicas, após uma ampla e exaustiva discussão com toda a comunidade da ilha do Faial”.

Esta ação visa também assegurar que “as obras projetadas dentro da baía, e que se revestem de uma importância fundamental para o desenvolvimento económico da ilha, reúnam o melhor consenso possível nesta comunidade”, tanto mais que se trata de um investimento superior a 17 milhões de euros.

Assim sendo, disse Ana Cunha, “somando aos 30 milhões de euros de obras concluídas e em curso, que referi inicialmente, estamos a falar de um total de cerca de 50 milhões de euros de investimento público na ilha do Faial, ao serviço dos Faialenses, para melhorar a sua vida, para melhorar o seu dia-a-dia, as suas condições socioeconómicas”.

Para a Secretária Regional, estes são “investimentos que valorizam a ilha do Faial e que, consequentemente, valorizam os Açores”.

Fotos: © GaCS/JAR | GaCS/HB/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s