DISCUSSÃO DO ESTATUTO SOCIAL DO BOMBEIRO AVANÇARÁ ATÉ OUTUBRO EM SEDE DE CONSELHO REGIONAL — BOLIEIRO

Este domingo, na Povoação, o presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, asseverou que até outubro, e num “processo participativo”, avançará a discussão, em sede de Conselho Regional de Bombeiros, do “futuro estatuto social do bombeiro dos Açores”, que reforce a valorização destes homens e mulheres.

O presidente do Governo falava na inauguração do novo quartel da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Povoação, investimento de 2,8 milhões de euros e garantia de “magníficas instalações” que representam uma melhoria significativa na capacidade operacional e no grau de prontidão destes bombeiros.

“É fundamental darmos passos de valorização e reconhecimento com os recursos, com o ponto de partida que temos, mas com a ousadia de, em progresso, fazer o melhor que puder ser feito por merecimento dos bombeiros e bombeiras dos Açores”, disse Bolieiro, citado em nota do Executivo, esta segunda-feira divulgada no portal internet do Governo dos Açores.

Na sua intervenção, o presidente do Governo garantiu que a proposta de Plano e Orçamento para 2023 incluirá verbas para uma nova viatura para o a Povoação – tal viatura será de pronto-socorro de meio urbano com valência de desencarceramento.

“Tarde é o que nunca chega”, declarou o governante sobre a inauguração do quartel, lembrando os vários adiamentos e previsões em planos e orçamentos passados que nunca responderam a “tão antiga ambição”.

A primeira pedra, lançada em março de 2020, surgiu em vésperas da pandemia de covid-19, o que trouxe dificuldades acrescidas.

O novo quartel é, portanto, “um sonho realizado”, e surge no ano do 42º aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Povoação, fundada em 15 de maio de 1980.

José Manuel Bolieiro deixou ainda o desafio para que se implemente uma verdadeira “literacia de Proteção Civil para a cidadania em geral, começando nas escolas” e junto dos mais jovens.

A localização do novo quartel, virada para uma via regional periférica, irá permitir saídas rápidas e uma distribuição mais eficaz das viaturas de socorro.

© GRA | Foto: MM | PE