ANTIGO PAÇO DOS AÇORIANOS EM PORTO ALEGRE VAI SER TRANSFORMADO EM MUSEU DE ARTE

O Paço dos Açorianos, atual Paço Municipal de Porto Alegre, no Brasil, vai ser transformado em Museu de Arte para “celebrar a memória e descobrir a contemporaneidade” da cidade, disse no sábado a secretária de Estado da Cultura do Brasil.

Beatriz Araújo falava aos jornalistas após a cerimónia de entrega simbólica do edifício, construído entre 1898 e 1901, no dia em que Porto Alegre celebra os 250 anos da sua fundação e da chegada dos primeiros povoadores açorianos, motivo pelo qual uma comitiva do Governo dos Açores participou no evento.

“Este Museu dará a possibilidade de conhecer a cultura, celebrar a memória e descobrir a contemporaneidade artística de Porto Alegre”, afirmou a responsável.

A secretária de Estado da Cultura manifestou um “profundo reconhecimento pela chegada dos açorianos a Rio Grande do Sul”, referindo que existe, no âmbito das comemorações dos 250 anos da cidade, uma “comissão especial para celebrar a chegada” dos primeiros 60 casais do arquipélago português.

Beatriz Araújo explicou que aquele futuro museu do município “certamente contará com o Governo do Estado”.

“Estamos já em contactos com o secretário municipal da Cultura para estabelecer uma parceria de aporte financeiro para trabalharmos juntos, tendo em vista a atualização do prédio para a instalação do museu”, observou.

Na cerimónia, o secretário Regional da Agricultura dos Açores, António Ventura, elogiou o reconhecimento de Porto Alegre aos povoadores açorianos.

“Para que Porto Alegre tenha futuro no futuro, não podia deixar de parte os açorianos”, vincou.

Sebastião Melo, prefeito de Porto Alegre, disse que “uma cidade que não tem história e legado, não tem futuro”.

O projeto do edifício foi desenvolvido pelo arquiteto João Antônio Luiz Carrara Colfosco, italiano de Veneza.

O imóvel tem nas fachadas elementos simbólicos a simbolizar a Liberdade, a Democracia, a Ciência ou a Agricultura, de acordo com a informação disponibilizada pela prefeitura.

A sede do Governo Municipal foi oficialmente nomeada Paço dos Açorianos, em homenagem aos primeiros colonizadores de Porto Alegre, em 1973.

No sábado cumpriu-se o terceiro dia de visita oficial do Governo dos Açores ao Brasil para assinalar a chegada, a Porto Alegre, dos primeiros 60 casais açorianos povoadores da região, em 1752, bem como celebrar os 270 anos da fundação do Estado de Rio Grande do Sul.

António Ventura substitui, nesta visita, o presidente do executivo de coligação PSD/CDS-PP/PPM, José Manuel Bolieiro, que ficou nos Açores por causa da crise sísmica na ilha de São Jorge, e o vice-presidente do Governo, Artur Lima, que por motivos de saúde não o pode representar.

Da comitiva açoriana no Brasil fazem parte o diretor regional das Comunidades, o líder da bancada do PSD na Assembleia Legislativa dos Açores, João Bruto da Costa, o deputado do PS e vice-presidente da mesa da Assembleia Legislativa, João Vasco Costa, e os deputados do PPM e do Chega, Paulo Estêvão e José Pacheco, respetivamente.

Viajaram também para Porto Alegre os presidentes das câmaras da Ribeira Grande, em São Miguel, e da Horta, no Faial, por serem cidades geminadas com Porto Alegre, cuja data oficial da fundação é 26 de março de 1772, há 250 anos.

Integram ainda o grupo a presidente da Casa dos Açores do Estado do Rio Grande do Sul, Viviane Peixoto Hunter, e o conselheiro da Diáspora Açoriana no Estado do Rio Grande do Sul, Régis Marques Gomes.

Acompanha também a comitiva, em representação de Luís de Faro Ramos, embaixador de Portugal em Brasília, a vice-cônsul de Portugal em Porto Alegre, Filipa Mendonça.

© Lusa | Foto: DR | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s