PISCINAS MUNICIPAIS DE ANGRA DO HEROÍSMO REABREM APÓS INVESTIMENTO DE 1 MILHÃO DE EUROS

A Câmara Municipal de Angra do Heroísmo reabriu as piscinas municipais após uma intervenção estrutural que visou a sua modernização, no valor aproximado de um milhão de euros, revelou esta segunda-feira a autarquia.

Inauguradas a 13 de novembro de 1993, há praticamente três décadas, as piscinas municipais “mostravam já alguns sinais de desgaste”, refere a nota da Câmara.

Devido aos elevados custos operacionais e à necessidade de investimentos avultados, a Fundação INATEL transferiu para o Município de Angra do Heroísmo a gestão do complexo de Piscinas em 2014, através de um protocolo celebrado entre ambas as entidades. Assim, estas obras visaram melhorar as condições da infraestrutura para prepará-la para uma nova era. A intervenção, com um investimento a rondar 1 milhão de euros, teve um impacte transversal no complexo de piscinas.

Pelo Município de Angra do Heroísmo foi substituído o sistema de aquecimento da água, anteriormente de caldeiras a gás, por bombas de calor. Foi introduzido um novo sistema de tratamento da água. Foi substituída toda a cobertura, antes composta por uma estrutura em madeira de criptoméria infestada por térmitas e em acelerado apodrecimento devido à condensação, que suportava um teto de fibrocimento coberto por telha regional, por uma estrutura de aço que suporta um painel sandwich, subtelha e telha cerâmica. Foi instalado um teto falso em tensão de PVC de alta resistência que garante um isolamento térmico de qualidade. Foram substituídos todos os vãos por janelões devidamente isolados. Foi revisto todo o sistema elétrico, incluindo a substituição dos holofotes da nave principal por luminárias LED. Foi substituído também, por completo, o sistema de climatização das piscinas municipais, tanto da nave principal, como dos balneários e dos gabinetes de apoio. Para além destes trabalhos, procedeu-se ainda a pintura interior e exterior da infraestrutura.

De acordo com o vice-presidente, Guido Teles, citado na nota enviada às redações, “estas melhorias permitiram equipar e modernizar o espaço para que continue a servir com qualidade e dignidade os clubes, os atletas e os munícipes nas próximas décadas. Na prática, temos um complexo de piscinas municipais praticamente novo e incomparavelmente mais sustentável, devido à melhoria da eficiência energética. Com estas melhorias, a autarquia conseguiu reduzir os custos operacionais com esta infraestrutura em cerca de 75%. Este é um aspeto absolutamente fundamental, considerando que o complexo das piscinas municipais era até agora, de longe, a infraestrutura com mais avultados custos de funcionamento de todo o parque desportivo municipal”.

O presidente da ANARA (Associação de Natação da Região Açores), José Vaz, acompanhou a visita ao espaço no dia de reabertura e enalteceu a requalificação da infraestrutura, tendo em conta a sua importância para os três clubes locais e o seu contributo para a prática das modalidades aquáticas entre as crianças.

© CMAH | Foto: CMAH | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s