PSD/CDS-PP/PPM: VASCO CORDEIRO “FALHA TODAS AS PREVISÕES” SOBRE CONTAS PÚBLICAS REGIONAIS

Os líderes parlamentares da coligação que suporta o Governo dos Açores (PSD/CDS-PP/PPM) afirmaram esta quinta-feira, que o presidente do PS/Açores “falhou todas as previsões” que fez sobre a evolução das finanças públicas regionais, dado que os números oficiais “desmentem todas as afirmações catastrofistas” do presidente do PS/Açores.

“Na ânsia de criticar o Governo da coligação PSD/CDS-PP/PPM, fomentar a confusão e criar desunião, o deputado Vasco Cordeiro falhou todas as previsões que fez em 2021 sobre as contas públicas regionais. Afinal, a despesa com pessoal não aumentou, como dizia o deputado Vasco Cordeiro. A estimativa das receitas fiscais não só é realista, ao contrário do que dizia Vasco Cordeiro, como até está a superar as expetativas”, afirmaram João Bruto da Costa, Catarina Cabeceiras e Paulo Estevão à margem das jornadas parlamentares da coligação PSD/CDS-PP/PPM, citados em comunicado de imprensa.

Os três líderes parlamentares, citando o Boletim de Execução Orçamental, salientaram que as “receitas fiscais aumentaram 5,89% nos três primeiros trimestres de 2021 em comparação com igual período do ano passado, “apesar do atual Governo Regional ter procedido à redução do IVA a meio do ano”.

“O crescimento das receitas fiscais num ano em que houve uma redução dos impostos para os açorianos comprova o rigor das previsões feitas pelo Governo, bem como a recuperação da economia após o período mais difícil da pandemia, como revela o Indicador Mensal de Atividade Económica publicado pelo Serviço Regional de Estatística. Desde maio de 2021 que a economia regional está em terreno positivo. Os últimos dados apontam para um crescimento de 8,3%”, frisaram.

Os líderes parlamentares do PSD, CDS-PP e PPM destacaram também, com base no Boletim de Execução Orçamental, que a despesa com pessoal na administração pública regional em 2021 “está em linha com o ano de 2020, tendo registado uma variação de apenas 0,24%, apesar da integração pessoal proveniente de empresas públicas entretanto extintas”.

“A realidade das contas públicas regionais desmente todas as afirmações catastrofistas do presidente do PS/Açores”, disseram.

João Bruto da Costa, Catarina Cabeceiras e Paulo Estevão apontaram ainda a “distração fatal de Vasco Cordeiro criticar a execução do Plano Regional Anual de 2021, esquecendo o que deixou por fazer quando o Partido Socialista estava no Governo”.

“O Plano de 2021, o primeiro apresentado pelo atual Governo Regional, só entrou em vigor em junho, mas já leva uma execução de 50,2% no final do terceiro trimestre de 2021. O Plano de 2020, o último do governo do Partido Socialista, entrou em vigor em janeiro daquele ano e, ao fim de nove meses, só tinha uma taxa de execução de 48,7%”, concluíram.

© PSD/CDS-PP/PPM | Foto: PSD/CDS-PP/PPM | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s