COVID-19: CLÉLIO MENESES DIZ QUE ‘SITUAÇÃO FAVORÁVEL’ NO ECDC É “VALIDAÇÃO POSITIVA” DO EXTERIOR

O secretário regional da Saúde e Desporto considerou esta quinta-feira que a colocação da região em “situação favorável” nos mapas do Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) é uma “validação positiva” do combate à covid-19.

“Mais uma vez, vem do exterior e de entidade independente a validação positiva do combate à pandemia na região”, afirmou o titular da pasta da Saúde nos Açores, Clélio Meneses, citado numa nota de imprensa.

Os Açores passaram ontem à categoria de “situação favorável”, com nível verde, o mais baixo na escala dos mapas do Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças, que auxiliam decisões sobre viagens na União Europeia (UE).

Na semana passada, a região tinha baixado da categoria vermelha para laranja, ficando esta semana na categoria verde, o nível mais baixo da escala, aplicado a regiões com menos de 50 novos casos e taxa de positividade inferior a 4%, ou menos de 75 casos mas com taxa de positividade inferior a 1%.

Em causa estão os mapas do ECDC de indicadores combinados, abrangendo as taxas de notificação de casos nos últimos 14 dias, o número de testes realizados e o total de positivos, que são atualizados semanalmente, à quinta-feira.

O secretário regional da Saúde e Desporto dos Açores salientou que esta avaliação, que assenta em vários critérios, incluindo o número de testes realizados, “anula o fundamento” da crítica feita à redução de testes nos Açores.

Para Clélio Meneses, “o sucesso do combate à pandemia nos Açores” fica também “demonstrado pelo número de internamentos, que à data de hoje é apenas um”.

Segundo o boletim diário da Autoridade de Saúde Regional dos Açores, a região tem “apenas um doente internado” com covid-19 (menos um do que na quarta-feira), encontrando-se no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, “fora da unidade de cuidados intensivos”.

Os Açores registaram quinta-feira 17 novos casos de infeção pelo novo coronavírus que provoca a doença covid-19 e 13 recuperações, aumentando para 116 o número de casos ativos (81 em São Miguel, 20 no Pico, 14 na Terceira e um no Faial).

Desde o início da pandemia, foram diagnosticados na região 8.774 casos de infeção, tendo ocorrido 8.447 recuperações e 42 mortes. Saíram do arquipélago sem terem sido dadas como curadas 94 pessoas e 75 apresentaram comprovativo de cura anterior.

Até segunda-feira, tinham vacinação completa contra a covid-19 nos Açores 177.122 pessoas, correspondentes a 74,8% da população do arquipélago.

Depois de várias semanas de ‘risco elevado’ nos mapas do ECDC, a Madeira passou hoje a ‘moderado’.

Todas as restantes regiões de Portugal continental, continuam na categoria de ‘risco elevado’, como acontece desde meados de julho.

Estes mapas da agência europeia seguem um sistema de semáforos sobre a propagação da covid-19 na UE, a começar no verde (situação favorável), passando pelo laranja, vermelho e vermelho escuro (situação muito perigosa).

Servem de auxílio aos Estados-membros sobre as restrições a aplicar às viagens no espaço comunitário.

© Lusa | Foto: SRSD | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s