COVID-19: EVENTOS PÚBLICOS AUTORIZADOS E CASAMENTOS COM TESTE OBRIGATÓRIO NOS AÇORES

Os eventos públicos culturais e desportivos podem realizar-se em todos os concelhos dos Açores a partir de amanhã e, nos casamentos e batizados, começam a ser exigidos testes ao SARS-CoV-2, anunciou esta quinta-feira o secretário regional da Saúde e Desporto.

“Eventos públicos, culturais ou desportivos podem existir e com público em qualquer nível de risco, apenas com limitação de lotação”, adiantou o titular da pasta da Saúde do Governo, Clélio Meneses, numa conferência de imprensa, em Angra do Heroísmo.

Até agora, nos Açores estava suspensa a realização de “eventos públicos promovidos pela administração regional, incluindo institutos públicos e empresas do setor público empresarial regional” nos concelhos com médio, médio alto e alto risco de transmissão do coronavírus SARS-CoV-2, que provoca a covid-19, havendo a recomendação para que autarquias e entidades do setor privado seguissem a mesma medida.

A partir das 00:00 de amanhã, sábado, 10 de julho, passa a ser possível a realização de eventos públicos em todos os concelhos, mas a lotação máxima depende do nível de risco.

“Nos concelhos de muito baixo risco, há uma limitação de lotação de metade da respetiva capacidade. Nos de baixo risco, é de um terço da respetiva capacidade e, nos concelhos de médio risco ou superior, um quarto da respetiva capacidade e sujeitos a plano de contingência”, revelou Clélio Meneses.

Quanto aos eventos privados que impliquem maior concentração de pessoas, como casamentos ou outras festas religiosas, também passam a poder realizar-se em todos os concelhos, independentemente do nível de risco, mas os participantes terão de realizar testes de despiste do SARS-CoV-2.

“Considerando que há evidência de maior risco de contaminação em festejos e ajuntamentos, nomeadamente casamentos, batizados e eventos do género, está definido que podem realizar-se, em qualquer nível de risco. No entanto, com limites de lotação, de acordo com os níveis de risco, mas também com obrigatoriedade de realização de testes para participar neste tipo de eventos”, avançou o governante.

Segundo Clélio Meneses, “se forem testes PCR, têm de ser feitos com um máximo de 72 horas de antecedência relativamente à ocorrência do evento”, se forem testes de antigénio devem ser realizados com antecedência de 48 horas e “os autotestes podem ser realizados no momento”.

© Lusa | Foto: SRSD | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s