ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DOS AÇORES CONTRIBUI PARA AUTONOMIA DE RESPONSABILIZAÇÃO, DIZ BASTOS E SILVA

O Secretário Regional das Finanças, Planeamento e Administração Pública, Joaquim Bastos e Silva, anunciou hoje, na cidade da Horta, o início da quarta edição do Orçamento Participativo dos Açores, o OP Açores 2021, um instrumento, sublinhou, que “contribui” para uma “autonomia de responsabilização”

O Orçamento Participativo alarga este ano o seu âmbito à Agricultura, ao Mar e às Pescas, passando a abranger um total de oito áreas temáticas, onde se incluem também o Ambiente, a Ciência, a Cultura, a Inclusão Social, a Juventude e o Turismo.

“O Orçamento Participativo dos Açores contribui para uma Autonomia de responsabilização, onde quer através da apresentação das ideias, quer através da escolha, pelo voto se alicerça também uma autonomia de concretização”, sustentou o governante.

Todo o processo relativo ao OP Açores 2021, ao qual estão alocados um milhão e duzentos mil euros, passa a realizar-se exclusivamente em formato digital, anunciou Bastos e Silva, podendo os cidadãos participar submetendo as suas ideias através do sítio da internet do OP Açores, em https://op.azores.gov.pt.

O Secretário Regional apelou, para além da submissão de ideias, à participação dos Açorianos nos vários encontros que decorrerão entre junho e setembro de 2021, cujo calendário e forma de acesso telemática estão disponíveis no sítio da internet e nas redes sociais do OP Açores, numa iniciativa que é uma forma ativa e comprometida de os cidadãos participarem no processo de governação, decidindo da execução de investimentos públicos.

Os encontros participativos online estão organizados por áreas temáticas e são abertos à participação de todos, sendo que o primeiro encontro terá lugar no próximo dia 22 de junho, pelas 16h30 e será dedicado às áreas temáticas da Cultura, Mar e Pescas e Turismo.

Durante a sessão, realizada no Auditório da Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça, na cidade da Horta, teve ainda lugar a apresentação pública do projeto “Bibliotecas e Arquivos – Por uma preservação do património”, um projeto que abrange as ilhas de São Miguel, Terceira e Faial, no valor de 60 mil euros.

O sítio da internet do OP Açores está desde hoje, dia 15 de junho, e até 30 de setembro, aberto à receção das ideias dos cidadãos.

Mais informações em https://op.azores.gov.pt, nas redes sociais do OP Açores, através do endereço de correio eletrónico op@azores.gov.pt e através da linha telefónica gratuita 800 500 501.

© GRA | Foto: JF | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s