GOVERNOS DA REPÚBLICA E DOS AÇORES PROCURAM SOLUÇÃO PARA DÍVIDA À FORÇA AÉREA

O ministro da Defesa Nacional disse hoje que está “a trabalhar” com o Governo Regional dos Açores para “identificar a metodologia mais apropriada” para a resolução das dívidas da região à Força Aérea pela evacuação de doentes.

“Estamos agora a trabalhar, a identificar qual é a metodologia mais apropriada”, afirmou João Gomes Cravinho quando questionado sobre as dívidas da região à Força Aérea Portuguesa, devido ao protocolo de evacuação de doentes.

O ministro da Defesa Nacional falava hoje aos jornalistas em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, à margem da assinatura de um protocolo de cedência de um navio desativado da Marinha Portuguesa, que será afundado ao largo dos Açores para a criação de um recife artificial.

Gomes Cravinho destacou ainda que se trata “de uma matéria que se tem vindo a acumular ao longo dos anos” e que “não se resolve de um momento para o outro, com uma simples penada”, mas acredita que se chegará à “melhor fórmula”.

Em causa está uma dívida que ultrapassa os oito milhões de euros.

Segundo detalhou o jornal Açoriano Oriental, os hospitais da região devem 3,5 milhões e a companhia aérea SATA deve 4,7 milhões de euros à Força Aérea pela evacuação de doentes.

Questionado também sobre a matéria, o presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, reiterou o que foi dito pelo ministro: “são situações que se acumulam há anos, não se resolvem de uma penada e estamos, obviamente, a encontrar o melhor método para encontrar uma solução justa e equilibrada”.

Em declarações à Antena 1, na sexta-feira, o presidente do Governo Regional disse esperar um “entendimento justo e solidário, designadamente da República para com as Regiões Autónomas e, em particular, com os Açores” na questão da evacuação de doentes e referiu que há também “créditos que a região tem face à República”.

João Gomes Cravinho chegou hoje aos Açores para acompanhar o processo de vacinação contra a covid-19.

Esteve esta manhã em Vila do Porto, na ilha de Santa Maria, que deverá ter já hoje 70% da população imunizada com a primeira dose da vacina.

Nessa visita estiveram também presentes o presidente do Governo Regional dos Açores, bem como o coordenador da ‘task force’ para a vacinação contra a covid-19, o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo.

Da parte da tarde, o ministro da Defesa Nacional esteve presente na cerimónia de cedência do navio e visitou o Colégio do Castanheiro, também em Ponta Delgada, para conhecer os trabalhos realizados no âmbito de campanhas de recolha de lixo do mar.

© Lusa | Foto: MM | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s