PONTA DELGADA: PRAÇA GONÇALO VELHO VAI SER REQUALIFICADA

A Praça Gonçalo Velho, principal zona do centro histórico da cidade de Ponta Delgada, vai ser requalificada, num projeto que deverá orçar, numa primeira fase, entre 300 a 400 mil euros, segundo divulgou o executivo do município.

Maria José Duarte, presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, declarou que o projeto de reabilitação da Praça Gonçalo Velho e zona envolvente, da autoria do Atelier Backlar, é “mais uma etapa da reabilitação urbana do centro histórico de Ponta Delgada”.

A autarca intervinha na sessão comemorativa dos 475 anos da cidade de Ponta Delgada, transmitida ‘online’.

A presidente referiu que esta intervenção “acompanha outras empreitadas de requalificação e de reabilitação do espaço público urbano, projetadas para o presente e para o futuro e enquadradas nos recursos municipais”.

Maria José Duarte disse que o projeto está dividido em duas fases de intervenção e “será submetido a consulta pública para que os cidadãos, num exercício de cidadania e de participação nas decisões públicas, possam partilhar as suas ideias e contribuir para a sua execução na defesa do interesse coletivo”.

“A Praça Gonçalo Velho, outrora lugar de partidas e de chegadas, vai ser um espaço de permanência na cidade, de promoção de uma nova forma de viver e de estar na cidade, dedicada exclusivamente a peões, conferindo àquele espaço público que tanto dignifica e enobrece uma nova relação com o património arquitetónico, tão bem valorizado nas Portas da Cidade ou na Torre do Relógio da Matriz, que também está a ser recuperada”, declarou a presidente.

De acordo com Maria José Duarte, a nova praça “será um espaço de circulação pedonal, de lazer, de confraternização, de serviços e vai assumir uma nova centralidade na vida dos munícipes de Ponta Delgada, a cidade que é de todo o concelho”.

De acordo com a autarca, “a intervenção agora projetada está em linha com a evolução histórica nas principais capitais mundiais – e também em Ponta Delgada – de limitar à circulação pedonal as principais ruas da cidade”.

A arquiteta responsável pelo projeto, Sandra Backlar, declarou que a requalificação da Praça Gonçalo Velho vai potenciar ruas pedonais, espaços inutilizados, ciclovias e zonas ecológicas, entre outras valências, numa perspetiva de “devolver a cidade à comunidade” e aos peões, tornando o espaço numa “praça de receção e convívio”.

A arquiteta referiu que o projeto – que na sua primeira fase prevê que o trânsito “seja completamente eliminado, começando-se a evacuação de viaturas do centro histórico” de Ponta Delgada – vai utilizar materiais naturais dos Açores como a pedra de calcário e a madeira.

As duas vias laterais das Portas da Cidade vão ser encerradas ao trânsito, enquanto a zona do largo da matriz vai ver vedado a circulação automóvel para “segurança dos peões”.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Pedro Furtado, em resposta aos jornalistas, referiu que na primeira fase da obra a intervenção vai ser feita desde a zona das Portas da Cidade em direção ao mar, encontrando-se a preparação do concurso público em “fase final”.

O município estima que a primeira fase da obra esteja orçada entre 300 a 400 mil euros, estando a verba prevista no orçamento de 2021 da autarquia, estimando-se que a obra avance em três meses.

© Lusa | Foto: CMPD | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s