PSP: OPERAÇÃO CERCAS SANITÁRIAS EM RABO DE PEIXE E PONTA GARÇA

Em comunicado, o Comando Regional da Polícia de Segurança Pública dos Açores, informa que entre as 00:00 do dia 15 de janeiro e as 23:59 do dia 22 de janeiro, com base no Decreto Regulamentar Regional n.º 1-B/2021/A, de 14 de janeiro, decorre a operação policial de controlo das cercas sanitárias determinadas pelo Governo Regional dos Açores às freguesia de Rabo de Peixe, no concelho da Ribeira Grande, e de Ponta Garça, no concelho de Vila Franca do Campo, ambas na ilha de São Miguel.

Esta operação policial, refere o comunicado será concretizada “através da Divisão Policial de Ponta Delgada em vários pontos de fiscalização e controlo”. A PSP utilizará ainda várias barreiras físicas na delimitação das vias secundárias das duas freguesias.

“A presente operação tem como principal propósito a fiscalização do cumprimento do disposto no Decreto Regulamentar, no que concerne às limitações das deslocações, por via terrestre, entre as referidas freguesias e as circundantes”, esclarece o comunicado policial.

Na realização desta operação, a PSP conta com o apoio logístico do Governo Regional dos Açores, através da Direção Regional das Obras Públicas e Comunicações, das câmaras municipais da Ribeira Grande e de Vila Franca do Campo e, ainda, das juntas de freguesia de Rabo de Peixe e Ponta Garça.

“A atuação da PSP consistirá numa intervenção pedagógica e sensibilizadora da comunidade quanto à interdição das deslocações que não sejam justificadas e a recomendação a todos os cidadãos para o cumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário, cumprindo, sempre que necessário, com as orientações e determinações das respetivas Autoridades Sanitárias”, lê-se.

A PSP apelando ao sentido de responsabilidade e de cidadania de todos os residentes nas freguesias de Rabo de Peixe e de Ponta Garça, aconselhando-os a cumprirem voluntariamente e para bem da saúde de todos, as normas de saúde pública impostas pelas cercas sanitárias e as instruções emanadas pelos agentes da autoridade, alerta, “que a transposição, apeada ou automóvel, dos limites das aludidas cercas sanitárias corresponde à prática de um crime de desobediência não havendo lugar a qualquer condescendência nos casos de incumprimentos que sejam detetados”, conclui o comunicado da PSP.

© CR-PSP-A | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s