CHEGA DESAFIA MUNICÍPIOS AÇORIANOS A COMPARTICIPAREM CONSULTAS MÉDICAS NO SECTOR PRIVADO

O deputado e líder regional do Chega Açores, Carlos Augusto Furtado, lança um desafio aos municípios dos Açores, no sentido destes se envolverem ativamente no esforço conjunto para vencer as dificuldades provocadas por este tempo de pandemia Covid-19, nomeadamente os relacionados com o acesso aos cuidados de saúde por parte da população.

Ciente das limitações do Serviço Regional de Saúde, fortemente afetado pela necessidade de resposta à atual situação pandémica, que tem provocado um “agravamento dos atrasos na realização de consultas e exames médicos”, Carlos Augusto Furtado, desafia os municípios a criarem de forma excecional e temporário um Fundo Municipal de Saúde, destinado a comparticipar os exames e consultas médicas efetuados por utentes nos serviços de saúde privados existentes nos Açores.

Para o líder do Chega/Açores, já que os “municípios beneficiam de um conjunto de taxas e impostos, que são pagos pelos munícipes, dos quais se destacam as receitas do IMI e 5% do IRS, “é chegado o momento das autarquias restituírem parte deste valor aos seus contribuintes”.

Carlos Augusto Furtado sublinha tratar-se de um fundo “temporário” e com carácter “excecional”, que deverá vigorar até que seja restabelecida a normalidade no Serviço Regional de Saúde.

© CH | Foto: CH | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s