OUTONO VIVO 2020: APRESENTAÇÃO DO LIVRO “AS RUAS DEMORADAS. POESIA REUNIDA”, DE MÁRIO MACHADO FRAIÃO

As Ruas Demoradas. Poesia Reunida, de Mário Machado Fraião, editado pelo Instituto Açoriano de Cultura, é apresentado por Victor Rui Dores, dia 7 de novembro, pelas 15h00, na Academia de Juventude e das Artes da Ilha Terceira, no âmbito do Outono Vivo.

A obra, que constitui o segundo volume da coleção Poesia, editada por este Instituto, recolhe não só os livros publicados em vida por este autor faialense, como o livro póstumo Antes que o Sol Acabasse, num trabalho de recolha e edição de Victor Rui Dores, que explicita as linhas de força da poética de Mário Machado Fraião.

Com esta coleção pretende-se resgatar a obra poética de uma plêiade de autores açorianos, cuja obra há muito se encontra esgotada e que caíram no esquecimento, dando-os a conhecer aos leitores de agora, quer na região, quer entre os falantes da nossa língua.

Mário Machado Fraião foi um poeta discreto, avesso ao dito “mundo literário”, que publicou, entre 1980 e 1995, sete livros que constituem todo um programa poético, onde, além da memória recriada e transfigurada das ilhas, é notória uma voz particularmente atenta às perdas, à passagem do tempo, à presença dos pequenos lugares ou dos pequenos espaços e da música e imagens que neles acontecem: Todas as Filarmónicas Perdidas e um Poema por Dizer (1980); As Cordas e os Metais, o Sabor da Paisagem (1985); Enquanto o Mar se Renova (1987); Os Navios no Horizonte (1988); As Ruas Demoradas (1989); Poemas do Mar Atlântico (1991); Os Barcos Levam Nomes de Mulheres (1995).

Envolvendo cafés, bares e esplanadas, ou um mar tantas vezes presente, a poesia cosmopolita de Mário Machado Fraião leva-nos do Faial a Lisboa, ou ao Alentejo, à Galiza, aos EUA e a muitos outros lugares, numa linguagem límpida e vibrante, cuja dinâmica visual a torna pictórica e plasticamente muito bela.

FICHA TÉCNICA:
Título
As Ruas Demoradas. Poesia Reunida
Autor Mário Machado Fraião
Coordenação Victor Rui Dores
Coleção Poesia
Edição Instituto Açoriano de Cultura
Data 2020
Número de páginas 296
Preço 15,00
ISBN 978-989-8225-68-9

MÁRIO MACHADO FRAIÃO

Mário Machado Fraião nasceu na Horta, em 30 de maio de 1952, e faleceu em Lisboa, a 8 de novembro de 2010. Viveu grande parte da sua vida nesta cidade, onde se formou em História. No domínio da investigação histórica, destaque-se a sua tese de mestrado Lisboa e as Notícias da Guerra. Com colaboração dispersa por várias publicações e suplementos literários, particularmente na imprensa dos Açores, cultivou a poesia e a crónica.

VICTOR RUI DORES

Victor Rui Dores nasceu em 1958 em Santa Cruz, ilha Graciosa. Tendo-se fixado na Terceira em 1968, aí concluiu os estudos liceais, frequentando posteriormente a Faculdade de Letras de Lisboa onde se licenciou em Germânicas, em 1982. Atualmente é professor do quadro de nomeação definitiva da Escola Secundária Dr. Manuel de Arriaga, exercendo desde 1997 o cargo de Presidente do Conselho Executivo do Conservatório Regional da Horta. A partir de 1998 passou a representar a Região Autónoma dos Açores no Conselho Nacional de Educação.

Com uma intervenção frequente na imprensa, na rádio e na televisão, Victor Rui Dores tem o seu nome ligado também à atividade teatral. É autor de diversos livros. Em 2018 foi-lhe atribuída a Insígnia Autonómica de Reconhecimento.

© CB/IAC | Foto: IAC | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s