DIA DOS AMIGOS, AMIGAS, COMPADRES E COMADRES – UMA TRADIÇÃO AÇORIANA

Comemora-se hoje o “Dia dos Amigos” tradição açoriana associada aos preparativos para o Carnaval. Nas quatro quintas-feiras que antecedem a terça-feira de Entrudo, os açorianos, espalhados por estas nove ilhas no Oceano Atlântico plantadas, reúnem-se por género para celebrar e fortalecer a amizade, a solidariedade, a união e a interação social.

Depois do “Dia de Amigos”, hoje, 30 de janeiro de 2020, sucede-se o “Dia das Amigas”, na próxima quinta-feira, 06 de fevereiro, o “Dia dos Compadres”, 13, e finalmente, o “Dia das Comadres” a 20 de fevereiro, entrando-se depois na folia do Carnaval que termina às 24:00 do dia 25, terça-feira do Entrudo.

Assim, nestas quatro quintas-feiras, sobretudo as de amigos e das amigas, multiplicam-se os almoços e jantares onde os amigos e as amigas se reúnem à volta de uma farta mesa, para trocar memórias, celebrar a amizade, e os fortes laços que os unem, numa afirmação da importância da amizade, da solidariedade entre pessoas e também – porque não? – de afirmação de género, pois no “Dia de Amigos” agrupam-se apenas homens e no “Dia das Amigas” só as senhoras.

Estes convívios geralmente abundantemente regados por bebidas alcoólicas, são o mote para um convívio que se prolongará noite dentro, com as noites a terminar muitas vezes com espetáculos de “striptease” femininos ou masculinos, organizados para o efeito, por empresários da noite, sempre atentos a uma oportunidade de negócio, retardando a chegada a casa dos convivas, para desespero das esposas numa quinta e dos maridos na seguinte.

Não é conhecida a data de origem desta tradição, mas supõe-se que seja secular, embora a forma como hoje é vivida e celebrada, esteja muito distante dos primeiros tempos, correspondente à inevitável adaptação aos tempos modernos.

Segundo o historiador Francisco Miguel Nogueira, estas comemorações, remontam às antigas “noites de serão”, nas quais, os amigos se juntavam para escolher o trigo e outros cereais, que seriam mais tarde usados nas comemorações do Divino Espírito Santo, declamando e cantando enquanto laboravam, poesias que enalteciam a amizade, em serões vividos, num fraterno espírito de entreajuda.

PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s