REGISTAR EXPERIÊNCIAS EM AGRICULTURA!

Realizar experiências e fazer o seu registo é importante como forma de reforçar e resumir as aprendizagens.

As experiências que são controladas e que se prolongam no tempo, são ainda mais interessantes e carecem de um registo mais elaborado, de forma a promover uma clara leitura dos resultados.

Já tínhamos apresentado uma experiência controlada em agricultura, onde colocámos em estudo sementes de agrião, feijão, beterraba, courgette e pepino, em modos de produção diferentes: água; ao ar livre e em estufa.

Com esta experiência pretendemos observar a forma como se desenvolviam as sementes, percebendo qual o melhor método de cultivo.

Agora vamos mostrar como acompanhámos esta experiência e que instrumento utilizámos para registar as alterações que fomos observando ao longo do tempo.

Mãos à Obra!

Materiais!

  • Grelha de registos de experiências controladas;
  • Lápis de colorir e de grafiti;
  • Borracha;
  • Vasos com as sementes/plantas;

Como Fazer?

  1. Reunir todos os vasos com as sementes e plantas já nascidas;
  2. Organizá-los por modos de produção;
  3. Apresentar a grelha ás crianças, explicando cada item a analisar;
  4. Passar um vaso de cada vez, pelas crianças, para que possam observar a olho nu a evolução/crescimento da planta;
  5. Preencher a grelha, planta a planta;
  6. Este processo pode-se adaptar a qualquer tipo de semente e também a experiências feitas só com um método de produção;

Conclusões:

A ficha de registo deve ser preenchida pelo menos 3 vezes, espaçadas ao longo de um a dois meses, para dar tempo das plantas evoluírem.

Na nossa escola já terminámos esta observação e registos e já retirámos as nossas conclusões:

  • As sementes que estavam na estufa foram as primeiras a germinar e também as que se desenvolveram mais depressa e mais fortes;
  • A produção ao ar livre também germinou bem e bem se desenvolveu;
  • Quanto à produção em água, as sementes de agrião, foram as únicas a vingar!
  • Concluímos assim, que a estufa é um bom método de produção agrícola, pois permite criar as condições perfeitas para a planta se desenvolver: regamos quando é necessário, protegemos a planta do vento e frio e conseguimos uma boa temperatura.

© Equipa Educativa “O Gu e a Tita”


Nota: Para voltar ao ponto de partida utilize a função Retroceder do seu navegador.

Ver Ficha Técnica


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s