MAQUETE DO PAUL DA PRAIA DA VITÓRIA

No dia 2 de fevereiro celebra-se o dia Mundial das Zonas Húmidas.

A origem deste dia Mundial prende-se com a criação da Convenção de RAMSAR, referente à conservação e ao uso sustentável destas zonas. Segundo esta convenção, entende-se por zonas húmidas as áreas de sapal, paul, turfeira ou água, sejam naturais ou artificiais, permanentes ou temporárias, com água que está estagnada ou corrente, doce, salobra ou salgada.

Estas zonas são ricas pela biodiversidade, ou seja, pela Vida que nelas existe.

No nosso colégio realizámos diversas atividades sobre o tema, onde falámos sobre uma zona húmida que se encontra junto ás nossas instalações – o Paúl da Praia da Vitória.

A atividade que apresentamos é a elaboração de uma maquete do paul, uma zona húmida, elaborada pelas crianças dos 3 aos 5 anos.

Mãos à Obra!

Com a realização desta maqueta, a criança consegue perceber o conceito de zona húmida.

Quantidade: 1 unidade

Materiais!

  • 1 Garrafa PET de 1,5L;
  • Placa de madeira;
  • Cola Quente;
  • Agrafador e agrafes;
  • Sementes de trigo;
  • 1 mão cheia cascalho ou casca de pinho;
  • ½ kg de terra;
  • ½ l de água;
  • Imagens de aves observáveis;
  • Palitos;
  • Fita cola ou cola líquida;

Como montar?

  1. Cortar uma garrafa PET a meio;
  2. Sobrepor as duas metades e agrafar, com espaço de um dedo entre cada uma;
  3. Colar, com cola quente, o fundo da garrafa, a uma placa de madeira;
  4. Colocar cascalho na metade inferior da garrafa;
  5. Na parte superior depositar terra e sementes. No nosso caso utilizámos trigo, mas podem experimentar relva, ou outras que tenham disponíveis;
  6. Verter água na maquete, pouca na parte superior e mais quantidade na parte inferior, de forma a que cubra o cascalho e alcance a terra da parte superior;
  7. Imprimir ou desenhar aves que consigam identificar no paul;
  8. Recortar os desenhos ou imagens impressas e colar num palito, com o apoio de fita cola ou cola líquida;
  9. Decorar o paul com as aves;

Sugestão: pesquisar imagens da galinha d’água, garajau, garça-real, gaivota de patas amarelas e milhafre, pois são muito comuns aqui na Praia da Vitória. Se está noutra zona perto de outra zona húmida, então pesquise sobre a sua realidade, ficará a conhecer mais do seu meio ambiente!

© Equipa Educativa “Gu e a Tita”


Nota: Para voltar ao ponto de partida utilize a função Retroceder do seu navegador.

Ver Ficha Técnica


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s