DESCOBRIR AS ROCHAS!

Todas as crianças gostam de passear ao ar livre e, enquanto passeiam, vão reparando em tudo à sua volta, a paisagem, o clima, os aromas e em tudo o que podem tocar.

Muitas vezes tropeçam em pequenas pedras e teimam que as querem guardar… parecem pedras preciosas.

Também no nosso jardim passeamos ao ar livre e, em cada saída ao exterior, trazemos grandes recordações, paus, folhas, às vezes flores e muitas vezes pequenas rochas, com formatos diferentes.

Dia a dia vamos aglomerando pequenos trechos da natureza, até que chega o dia de lhes dar, ou acrescentar, valor!

A atividade “Descobrir as Rochas” vem ajudar a família ou o professor, a dar utilidade a cada descoberta das crianças. Vamos observar as rochas e estudar algumas das suas características.

Mãos à Obra!

Quantidade: pode utilizar o número e tipo de rochas que entender e considerar pertinente.

Materiais!

  • Rochas de vários tipos, tamanhos, texturas, cor…
  • Guia de observação de rochas;
  • Lupas;
  • Recipiente transparente com água;
  • Conta gotas;
  • Vinagre;
  • Balança digital;
  • 1 íman;
  • 1 moeda;
  • 1 tesoura;
  • Caixa de lápis;

Como Fazer?

  1. Abrir um motor de busca na internet e procurar “Rochas magmáticas”, “Rochas Metamórficas” e “Rochas Sedimentares”;
  2. Perceber o que as distingue;
  3. Fazer um jogo de separação das rochas, consoante as suas caraterísticas (consoante a idade da criança, ir trabalhando as caraterísticas da rocha e encontrando pequenos grupos);
  4. Olhar para o guia de observação e começar a preencher os vários campos:
    1. Com ajuda dos lápis de cor, desenhar e colorir a rocha;
    1. Consoante o estudo feito na internet, categorizar a rocha (magmática, metamórfica ou sedimentar);
    1. Fazer um risco, com lápis de cor, definindo a cor da rocha;
    1. Na textura, tocar na rocha e definir se é lisa, áspera;
    1. No campo “brilho” definir se a rocha tem brilho (por vezes parece ter pedaços de vidro ou brilhantes), ou se é baça;
    1. No campo magnetismo, utilizar o íman (deve ser grande), e verificar se a pedra apega ao íman ou não;
    1. Para ver se a rocha é ácida ou não, utilizar o conta gotas cheio de vinagre e colocar o vinagre, pouco a pouco, sobre a rocha. Se borbulhar é porque a rocha é ácida;
    1. Utilizar a balança digital e pesar a rocha;
    1. Para verificar a dureza, utilizar um lápis, uma moeda e uma tesoura, um utensilio de cada vez, e tentar riscar a pedra. Se conseguir deixar marca, a rocha não é muito duro. Se não conseguir riscar, é porque a rocha é muito dura;
    1. Por fim, a absorção. Introduzir a rocha num recipiente com água e verificar se absorve água, ou se simplesmente afunda.

Conclusões:

Vamos verificar que as rochas diferem muito umas das outras. Porquê?

Levantem hipóteses com as crianças e desenvolvam mais uma pesquisa! Vão concluir que muitas das caraterísticas das rochas estão relacionadas com a zona/clima/temperamento, da zona onde foram colhidas.

Ficha de Registo em PDF

© Equipa Educativa “O Gu e a Tita”


Nota: Para voltar ao ponto de partida utilize a função Retroceder do seu navegador.

Ver Ficha Técnica


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s