GOVERNO FOCADO EM AUMENTAR PRODUTIVIDADE, SEGURANÇA E RENDIMENTOS NO SETOR DAS PESCAS, DIZ JOSÉ MANUEL BOLIEIRO

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, sublinhou na segunda-feira que o Executivo “está empenhado na reestruturação do setor das pescas, por forma a aumentar a sua produtividade, a sua segurança e rendimentos, nomeadamente através da valorização dos produtos e da formação e capacitação” destes profissionais.

“O mar dos Açores é responsável não só pela nossa identidade cultural como também por parte significativa do nosso modo de vida, onde os pescadores Açorianos desempenham um papel da maior importância económica e social na Região. O investimento no setor das Pescas e da Indústria do Pescado, insere-se nesta aposta estratégica de uma economia do mar sustentável”, frisou o governante.

José Manuel Bolieiro falava na Sociedade Amor da Pátria, na Horta, na abertura da edição deste ano da “Semana das Pescas”, evento recuperado pelo atual Governo dos Açores.

O Presidente do Governo reiterou, com “enorme orgulho”, o compromisso de trabalho para, no programa Blue Azores, se chegar a um total de 30% do mar Açoriano protegido, sendo 15% totalmente interdito à extração.

“Com base em informação científica sólida e em estreita ligação com os nossos utilizadores do mar, continuaremos a liderar pelo exemplo, com diálogo. Definiremos, até ao final deste ano, a nova rede de Áreas Marinhas Protegidas, que será um passo essencial para contribuirmos coletivamente para atingirmos a meta da Estratégia Europeia para a Biodiversidade em 2030  – 30% do oceano protegido”, disse.

“Encontrando-se este processo participativo num momento crucial, agora também o reforço orgânico pela coordenação e mediação das relações entre os diferentes departamentos do Governo Regional se tornam preponderantes”, frisou ainda.

E garantiu: “Estando ciente dos possíveis impactos no setor da pesca, relacionados com o incremento das novas áreas de proteção, o Governo a seu tempo reforçará meios que visem apoiar a redução dos custos de contexto da atividade e pela opção por diversificação da mesma”.

José Manuel Bolieiro adiantou ainda a “opção pela aquisição de navio de investigação oceanográfica ao serviço da Região”.

“No âmbito da monitorização e da investigação científica, e no quadro do reforço das verbas a dispor no PRR Açores, vamos propor alocar mais de seis milhões de euros para aquisição de módulos de equipamento científico, destinados a especializar as capacidades desse futuro navio de investigação oceanográfica ao serviço da Açores”.

A par desta confirmação, o governante confirmou a “opção pela criação do centro de investigação – Tecnopolo Martec”, uma “aposta decisiva na execução e consolidação do denominado ‘cluster’ do mar dos Açores”.

“Reconhecemos, sem tibieza, que as pescas, e as indústrias associadas, são ainda um dos setores mais importantes da economia do mar na nossa Região. E assim é tanto do ponto de vista económico como do ponto de vista social. O Governo continuará a fazer tudo o que estiver ao seu alcance para trabalhar, juntamente com os pescadores e seus representantes, de forma que, unidos, consigamos enfrentar os desafios futuros”, concluiu José Manuel Bolieiro.

© GRA | Foto: MM | PE

Advertisement