ORÇAMENTO DA REGIÃO TERÁ AÇÃO ESPECÍFICA PARA EXPERIMENTAÇÃO PRODUTIVA, ANUNCIA SECRETÁRIO REGIONAL

O secretário Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural anunciou esta segunda-feira, 27 de junho, em Angra do Heroísmo, que vai ser criada no próximo Orçamento Regional, uma ação específica para a experimentação na área produtiva.

Citado em nota divulgada no portal internet do Governo, António Ventura falava após a sessão de divulgação dos trabalhos realizados pela Divisão de Agricultura do Serviço de Desenvolvimento Agrário da Terceira, onde assistiu à apresentação de “um conjunto de resultados da experimentação que é feita nos Serviços de Desenvolvimento Agrário da Ilha Terceira em colaboração com outros serviços de desenvolvimento agrário”.

“Foram apresentados vários trabalhos que podem criar atratividade para o autoemprego e para a produção agroalimentar dos Açores e isso leva à fixação de jovens e ao combate ao despovoamento”, disse.

 “Cabe ao Governo Regional assumir os custos da experimentação, quer financeiros, quer temporais, apresentando oportunidades para a produção agrícola”, prosseguiu o governante, acrescentando que o Executivo “deve suportar, de facto, a existência de uma experimentação que ajude aos agricultores à continuidade da sua atividade, à sua viabilidade, a obter rendimento, criando, por outro lado, atratividade para novos agricultores”.

O secretário Regional defendeu ser preciso “mais agricultores, quer a tempo inteiro, como de rendimento complementar, assim como a necessidade de “uma matriz familiar nos Açores, porque na terra há muitas oportunidades de produzir”.

“Cada vez mais os Açores se afirmam pela sua qualidade ambiental, pela sua sustentabilidade em termos de bem-estar animal e afirmam-se pela qualidade dos alimentos que são benéficas para a saúde humana”, frisou.

Se assim é, continuou, “e se existe essa perceção cada vez maior por consumidor fora dos Açores, então há muitas oportunidades de produção de agroalimentos, quer para consumo interno, quer para exportação”.

António Ventura recordou ainda o programa de literacia com as escolas da Região, através de um protocolo entre a Secretaria Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural e a Secretaria Regional da Educação e dos Assuntos Culturais, que se inicia em setembro, para criar essa motivação e entusiasmo para a ligação à terra.

“A experimentação nos próximos tempos será planeada e orientada e, desde logo, os resultados anunciados”, garantiu o responsável pela pasta da Agricultura, que reforça existirem “oportunidades de trabalho, resultados e trabalhos realizados para que todos possam refletir sobre essa oportunidade e essa ligação à terra”.

“O nosso futuro não é pela grandeza parcelar, não é pela grandeza produtiva, é pela diferenciação agroalimentar”, sublinhou Ventura.

© GRA | Foto: IAC | PE