BE/TERCEIRA ACUSA CMPV DE FALTA DE APOIO À ASSOCIAÇÃO RECOMEÇO

O Bloco de Esquerda Terceira acusa e diz não compreender a ausência de apoios por parte da Câmara Municipal da Praia da Vitória (CMPV) à associação de proteção animal “Recomeço”, sediada precisamente naquele concelho.

Em comunicado de imprensa, esta quarta-feira enviado às redações, o Bloco revela que a estrutura da ilha Terceira do partido, esteve reunida com aquela associação de bem-estar animal, onde aferiu da “realidade que a associação vive, bem como das suas reais necessidades”.

Para o BE, “atendendo ao facto de esta associação, assim como as restantes associações da região, desempenharem uma função essencial ao bem-estar animal”, têm de ser, entende o Bloco, “devidamente respeitadas”.

Ora, a estrutura da ilha Terceira considera “incompreensível como a CMPV, ainda mais quando a Associação Recomeço se encontra sediada neste concelho, recolhendo e cuidando, também, de animais negligenciados e abandonados da Praia da Vitória, não disponibilize verba para apoiar esta associação”.

No comunicado, o partido lamenta ainda, a “falta de resposta ao pedido efetuado, por parte desta associação, ao executivo camarário, para que fosse cedido um funcionário duas vezes por semana, para auxiliar na higienização e desinfeção do canil, desta associação, o qual dá abrigo a animais, também, recolhidos neste concelho”.

Por outro lado, o BE/Terceira diz estranhar que no “Grande Plano e Orçamento para 2022, da CMPV, não haja qualquer rubrica inscrita para o bem-estar animal, sendo esta uma das competências das câmaras, o que leva a crer que não esteja a ser cumprida a legislação em vigor que determina a realização de campanhas de esterilização de animais”.

© BE/A | Foto: DR | PE