BAIRRISMOS!

Fernando Mendonça

Desde que me lembro, sempre houve algum bairrismo entre São Miguel, a Ilha maior, com mais população e logo o principal polo da economia destas conchas Açorianas e, esta nossa Terceira de Jesus Cristo! Os Micaelenses não nos perdoavam, que andassem de sol a sol a semear batatas, enquanto os Terceirenses as fritavam e ensacavam, para as vender nas touradas à corda… Não nos perdoavam também, que enquanto temperavam a comida com malagueta, a gente já o fazia com produtos “made in América”… Não nos perdoavam que para virem trabalhar para a Base das Lajes, se lhes exigia um termo de responsabilidade, mais conhecido na gíria por carta de chamada! No entanto, aceitavam de bom grado a parte da renda paga pelo Tio Sam, pela permanência na Base das Lajes… Não se preocupavam com as futuras consequências da poluição tanto do ar como dos solos, provocados por esse bem, que se chamava de América pequenina, que havia conseguido melhor qualidade de vida, não só para os locais, como também para muita gente das outras Ilhas!

Entretanto as coisas melhoravam, com a vinda da autonomia, de uma Assembleia Regional partilhada por todas as Ilhas, embora à sua medida! Só que este poder regional, quando devia partilhar da equidade e do desenvolvimento estrutural das Ilhas mais pequenas, acaba isolando-as, nomeadamente com a falta de transportes, quer marítimos ou aéreos!

Falando da Ilha Terceira (a tal américa pequenina… ) é vê-la continuamente mendigando mais uns voos para o seu aeroporto, a fim de poder rentabilizar algum turismo, único meio de sobrevivência para além da agricultura, também numa fase de dificuldade financeira!

Finalmente durante um período sazonal deram-nos uns voos de Montreal e de Nova York e, vamos correr atrás deles, tal como fazíamos na “Entrada Geral” da América pequenina, com o chocolate sniker ou a cocacola… Atitudes de quem é pobre e aproveita o que lhe dão, às vezes com uma mão e a tirar com a outra… Que essa outra… naõ nos tire a Low Cost Ryanair a partir de Novembro, como já se fala nos bastidores! Para infortúnio já nos basta os slots que a TAP tirou à dita Low Cost em Lisboa, para como dizem, estarem às moscas… Deputados e Governantes desta Ilha de Jesus, estejam atentos ao desenrolar dos acontecimentos, pois nós, vossos eleitores, também não vos vamos perder de vista…

Fernando Mendonça

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s