SOCIEDADE FILARMÓNICA UNIÃO PRAIENSE PEDE AJUDA PARA RENOVAR FARDAS E COMPRAR INSTRUMENTOS

Sem acesso à receita dos concertos cancelados devido à pandemia, a Sociedade Filarmónica União Praiense, da ilha Graciosa, decidiu lançar uma campanha de angariação de fundos para renovar o fardamento dos seus 34 músicos e para adquirir instrumentos musicais.

“Esta instituição conseguia receitas essencialmente pela participação da banda filarmónica em festas de cariz lúdico, mas a chegada da pandemia tornou este nosso sonho impossível de se realizar, tendo cancelado inúmeros eventos e oportunidades de angariarmos dinheiro para este fim”, explica a sociedade musical na página da sua campanha.

A Direção adianta que não tem “meios suficientes para renovar a farda e comprar alguns instrumentos necessários” e que a “farda atual foi adquirida em finais da década de 90, contando com mais de 20 anos de utilização, apresentando grandes traços de desgaste, urge proceder à sua renovação.”

Assim, e através do crowdfunding agora criado através da plataforma GoFundMe, a União Praiense espera angariar cerca de 25 mil euros, verba que “ irá essencialmente para a renovação da farda dos nossos 34 músicos e para a compra de dois instrumentos para permitir a integração dos nossos alunos na banda filarmónica.”

Fundada em 1889, a Sociedade Filarmónica União Praiense tem, atualmente, 35 músicos e uma escola de música com cerca de 20 crianças em formação.

Nas comemorações do Dia dos Açores 2022, na passada segunda-feira, 06 de junho, na Lagoa, a Sociedade Filarmónica União Praiense foi agraciada com a Insígnia Autonómica de Mérito Cívico que, segundo a alínea C) do artigo 6.º, do Decreto Legislativo Regional n.º 36/2002/A, de 28 de novembro, destina-se a reconhecer pessoas e instituições que, “em resultado de uma compreensão nítida dos deveres cívicos, contribuíram, do modo relevante, para os serviços da comunidade, nomeadamente nas áreas da ação social e cultural”.

Nesta atribuição, o povo açoriano através dos seus representantes na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores e dos seus órgãos de Governo próprio, reconhece o relevante papel desenvolvido pela Sociedade Filarmónica União Praiense ao longo dos seus 113 anos de existência, em prol da cultura na ilha Graciosa e na região. Papel, que segundo o texto que justifica tão prestigiante atribuição, mantêm-se atual nos dias de hoje.

“A Filarmónica União Praiense continua ainda hoje a prestar relevantes serviços à comunidade e a sua escola, com 20 elementos, tem por objetivo assegurar a renovação da Filarmónica e a dinamização da atividade musical e cultural da ilha Graciosa”, lê-se no referido texto.

© SC/GoFundMe Portugal | PE