LAJES DO PICO: INAUGURADA OBRAS DE RECUPERAÇÃO DO MOINHO DO JUNCAL

Simbolicamente, esta quinta-feira, 07 de abril, Dia Nacional dos Moinhos, o secretário regional do Ambiente e Alterações Climáticas, Alonso Miguel, inaugurou nas Lajes do Pico, as obras de recuperação do Moinho do Juncal e procedeu à assinatura do protocolo de gestão e cooperação logística com a Câmara Municipal.

Para Alonso Miguel, citado em nota do executivo, publicada no portal do Governo dos Açores, o protocolo de cooperação logística e de gestão do moinho, “materializa todo o empenho e a necessária colaboração entre o Governo Regional e o poder local no sentido de preservar e exponenciar este património cultural e natural das Lajes do Pico, constituindo um exemplo de trabalho conjunto que importa destacar”.

Construído na década de 20 do século passado, numa época em que o cultivo do milho ocupava um papel extremamente importante para o sustento da população local, o Moinho do Juncal, de acordo com o governante, “constitui um importante património histórico e cultural das Lajes do Pico, que importava recuperar”.

A recuperação deste moinho enquadra-se no investimento realizado pelo Governo Regional dos Açores, no âmbito da criação do Circuito Interpretativo da Plataforma Costeira das Lajes do Pico, orçado em cerca de 150 mil euros.

Inserido na Área Protegida para Gestão de Habitats ou Espécies das Lajes do Pico, integrada no Parque Natural da Ilha do Pico, e estando também classificado como Zona Especial de Conservação e Zona de Proteção Especial, através da Rede Natura 2000, o Juncal das Lajes do Pico é um reconhecido ‘hotspot’ para observação de aves selvagens.

“Por todas estas razões, este é um local único, um destino de visitação cada vez mais procurado, alvo de considerável pressão turística, que importa ordenar e proteger”, acrescentou Alonso Miguel.

Para o governante, “esta intervenção de recuperação de um património histórico e cultural importante permitiu, simultaneamente, dotar este local de condições adequadas e dignas para a prática de observação de aves, que representa, cada vez mais, um nicho turístico de referência nos Açores, possibilitando ainda melhorar as condições para a preservação do património natural aí existente”.

Alonso Miguel afirmou ainda que o Circuito Interpretativo da Plataforma Costeira das Lajes do Pico “é mais um elemento distintivo e mais um ativo relevante para a valorização do concelho das Lajes do Pico”.

© GRA | Foto: SRAAC/GRA | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s