CRISE SÍSMICA EM SÃO JORGE: ACALMIA DOS ÚLTIMOS DIAS PODERÁ NÃO PERDURAR, ALERTA PRESIDENTE DA PROTEÇÃO CIVIL

O presidente do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) alertou esta segunda-feira que a redução de número sismos registados nos últimos dias na ilha de São Jorge não deverá levar a população “a entender como uma acalmia que vai perdurar”.

Segundo Eduardo Faria, esta poderá “ser uma situação pontual” e é importante que “as pessoas mantenham a normalidade, no que fiz respeito às suas atividades diárias”, mas não devem “baixar a guarda, deixar de tomar as medidas que estamos a pedir”, uma vez que esta “é uma situação que pode demorar um dia, uma semana, um mês ou um ano”.

“Aquilo que vivemos hoje é aquilo que nós temos de estar preparados para viver durante os próximos tempos”, ressalvou Eduardo Faria, lembrando que continua ativo o alerta V4.

Eduardo Faria, que falava após o briefing diário que junta várias entidades envolvidas na crise sismovulcânica em São Jorge, referiu ainda que foram realizados os restantes reconhecimentos aéreos através de drones, tanto às fajãs, como aos portos, e foram identificados mais portos utilizáveis. Está também previsto “hoje continuar o trabalho de identificação alguns caminhos de circulação que possam ser utilizados, caso o plano de evacuação seja ativado”.

Em relação aos Rosais, “já temos as imagens, vão ser analisadas pelo CIVISA para avaliar a estabilidade a partir da Vigia da Baleia, para verificar as condições de segurança para quem trabalha naquela zona”.

Questionado pelos jornalistas, o Presidente do SRPCBA disse que, nesta fase, “o uso das fajãs permanentemente ou mesmo por visita” deverá ser evitado, embora os acessos não estejam interditos.

Segundo os mais recentes dados disponibilizados pelo Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA), ao longo do dia de ontem, 3 de abril, foram contabilizados cerca de 389 eventos (um sentido pela população), o que denota uma tendência decrescente relativamente ao dia anterior. Entre as 00:00 e as 10:00 de ontem foram contabilizados aproximadamente 94 eventos.

Desde o dia 19 de março, até ao momento foram identificados cerca de 226 sismos sentidos pela população. Pelo exposto, o CIVISA encontra-se em alerta V4.

© GRA | Foto: SRSD/GRA | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s