LAGOA: DETENÇÃO DE MULHER PELA AUTORIA DE VÁRIOS CRIMES

Uma mulher de 18 anos foi detida pela PSP, no concelho da Lagoa, ilha de São Miguel, pela presumível prática de vários crimes contra o património, revelou hoje o Comando Regional dos Açores.

A detenção, operacionalizada por elementos da Brigada de Investigação Criminal da Esquadra da Lagoa, foi realizada “fora de flagrante delito”, estando a jovem indiciada da “prática material e de forma consumada de 02 crimes de roubo, 07 Crimes de furto qualificado, 09 crimes de furto simples, e ainda, de um crime de furto qualificado, na forma tentada”.

Segundo a PSP, a mulher “sem apoio familiar e sem domicílio, com problemas de consumo de estupefacientes”, vitimizava principalmente “pessoas idosas ou portadoras de deficiência física, maioritariamente do sexo masculino”, atuando “com especial incidência nas freguesias de Santa Cruz e Nossa Senhora do Rosário”, no concelho da Lagoa.

De acordo com a PSP, a agora detida, “premeditava a prática destes crimes, atuando sozinha, de forma muito astuta e ludibriante”, vivendo-se um sentimento de grande insegurança nas ruas das freguesias do concelho de Lagoa, “pois foram denunciados diversos crimes contra a propriedade, com especial incidência em crimes ocorridos em viaturas a motor estacionadas na via pública e no interior de residências de pessoas idosas, através dos métodos de arrombamento e escalamento”.

A PSP acrescenta, que em alguns dos furtos, a jovem foi surpreendida pelos ”ofendidos no interior das suas habitações, colocando-se seguidamente em fuga na posse de dinheiro que lhes subtraia, sendo que, em pelo menos duas vezes, a arguida terá utilizado violência contra os ofendidos para consumar os crimes e não ser detida”.

Relativamente aos crimes de furto simples, a PSP constatou que “algumas das vítimas foram importunadas na via pública, com abordagens de carácter sexual, que após forte insistência e coação junto destas, seguimento das vítimas ou atraindo-as a locais isolados, e, inclusive, introduzindo-se sem consentimento, no interior de veículos conduzidos pelas vítimas, a suspeita que, de forma astuta, eludia as vítimas e subtraía-lhes a carteira com dinheiro e até os telemóveis pessoais”.

A investigação que culminou na presente detenção “decorreu durante diversas semanas” a cargo da Brigada de Investigação Criminal da Esquadra da Lagoa e dirigida pelo Ministério Público do DIAP de Ponta Delgada, tendo recolhida “diversos e fortes elementos de prova” que sustentaram a emissão de um mandado de detenção fora de flagrante delito, pela Autoridade Judiciária.

Presente à autoridade judiciária competente, a arguida ficou sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

© CR-PSP-A | Foto: DR | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s