COVID-19: APROVADAS 1.924 CANDIDATURAS AO PROGRAMA DE MANUTENÇÃO DO EMPREGO NOS AÇORES

O Governo dos Açores, de coligação PSD/CDS-PP/PPM, revelou esta terça-feira que foram aprovadas 1.924 candidaturas ao programa de manutenção do emprego, criado devido à pandemia de covid-19, de um total de 1.991 candidaturas submetidas.

Em comunicado publicado no portal ‘online’ do executivo, a Secretaria das Finanças, Planeamento e Administração Pública, estima que, até ao final deste mês, 1.702 empresas “estejam em condições de proceder à necessária formalização dos pedidos de pagamento” para receber os apoios.

Na nota, o Governo Regional assinala que dos 338 pedidos de pagamento formalizados até ao momento, “59 já foram pagos, 50 estão a aguardar o envio de documentos por parte dos beneficiários, 116 estão em análise e 113 em processo de revisão dos montantes de apoio aprovado, por se ter verificado a alteração do número de postos de trabalho desde a apresentação da candidatura”.

O executivo açoriano destaca também que já foram “aprovadas 13.588 operações, no conjunto das várias medidas de apoio relacionadas com a pandemia, num montante superior a 106 milhões de euros”, tendo sido pagos cerca de 44 milhões de euros.

Segundo o último boletim semanal da covid-19, divulgado na sexta-feira, existiam 1.982 casos de covid-19 nos Açores: 43 em Santa Maria, 791 em São Miguel, 702 na Terceira, 12 na Graciosa, 88 em São Jorge, 103 no Pico, 209 no Faial, 33 nas Flores e um no Corvo.

Nos Açores, 90,6% das pessoas têm a vacinação completa contra a covid-19, 50,8% já recebeu a dose de reforço e 39,7% das crianças entre os cinco e os 11 anos já iniciaram a vacinação, estando 15,4% com a vacinação completa.

Por ilhas, Santa Maria tem 66% da população com a dose de reforço, São Miguel 45%, a Terceira 59%, Graciosa 56%, São Jorge 56%, Pico 62%, Faial 55%, Flores 52% e o Corvo 82%.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam os seus dados em relação à pandemia, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da Direção-Geral da Saúde.

Mais de seis milhões de pessoas morreram com covid-19 em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A variante Ómicron, que se dissemina e sofre mutações rapidamente, tornou-se dominante no mundo desde que foi detetada pela primeira vez, em novembro, na África do Sul.

© Lusa | Foto: MM/GRA | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s