AÇORES SELECIONADOS PARA PARTICIPAR NO PROJETO “SMART TOURISM DESTINATIONS” DA COMISSÃO EUROPEIA

A Região Autónoma dos Açores foi um dos 50 destinos europeus selecionados para integrar o Projeto “Smart Tourism Destinations”, uma iniciativa da Comissão Europeia que visa apoiar os destinos da União Europeia a melhorar os serviços e as experiências de turismo através de soluções digitais inovadoras, foi esta sexta-feira revelado.

“A Estrutura de Gestão de Sustentabilidade do Destino – Açores DMO – integrada na Secretaria Regional dos Transportes, Turismo e Energia, foi formalmente notificada de que Destino Açores foi um dos destinos selecionados para participar no projeto, através da ‘call’ europeia EU Destinations Managers”, lê-se na nota divulgada no portal internet do Governo dos Açores.

“A seleção dos Açores para participação neste projeto reforça o posicionamento da região como um destino de referência no mapa dos destinos europeus mais sustentáveis, inovadores e com capacidade para liderar novos paradigmas de desenvolvimento”, sublinha a nota.

O projeto compreende a participação num conjunto de atividades de formação e de capacitação em gestão de destinos sustentáveis, com o objetivo de melhorar a eficiência na capacidade de gestão e leitura dos dados ao serviço do turismo.

Os participantes selecionados para integrar esta iniciativa da Comissão Europeia também farão parte de uma comunidade de destinos europeus de elite, que permitirá a partilha de conhecimentos sobre boas práticas de turismo inteligente.

A participação da Região Autónoma dos Açores neste projeto é encarada de forma entusiástica por Mário Mota Borges, secretário regional com a tutela do Turismo, como “uma valiosa oportunidade de aprendizagem”, uma vez que a iniciativa estabelecerá as raízes da colaboração, partilha de conhecimentos e troca de experiências e de melhores práticas dentro do ecossistema de turismo da União Europeia.

Citado na nota, o secretário regional dos Transportes, Turismo e Energia referiu, ainda, que é premente a região caminhar “para um modelo de turismo inteligente, onde as decisões são tomadas de forma informada e suportadas por dados fidedignos e atualizados, em linha com as premissas fundamentais das orientações da Comissão Europeia para a transição digital no turismo”.

Os pressupostos da certificação dos Açores como “Destino Turístico Sustentável” tiveram grande relevância no processo de candidatura e seleção, uma vez que a demonstração de evidências de utilização de dados no âmbito da gestão do destino turístico era um requisito fundamental.

Partindo de uma visão de que não é possível gerir aquilo que não medimos, a atuação da Açores DMO, bem como todo o processo de certificação, baseia-se numa abordagem fundamentada em dados com o objetivo de facilitar o desenvolvimento sustentável do destino turístico Açores, junto dos parceiros do setor público e privado, apoiando a adoção de soluções eficazes para esse fim.

© GRA | SRTTE/GRA | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s