PONTA DELGADA RECEBE PRIMEIRA FAMÍLIA DE REFUGIADOS UCRANIANOS

A primeira família de refugiados da Ucrânia chegou sábado à tarde ao aeroporto de Ponta Delgada e foi acolhida pelo Presidente da Câmara Municipal, Pedro Nascimento Cabral, Vereadora do Desenvolvimento Social, Cristina Canto Tavares, e Chefe de Divisão, Margarida Pais.

À chegada ao aeroporto João Paulo II, a emoção foi patente pela manifestação de solidariedade a quem perdeu tudo devido à guerra.

Trata-se de uma família de quatro elementos, que ficou alojada numa casa que é propriedade do Município e que será devidamente acompanhada e apoiada pelos colaboradores da Divisão de Desenvolvimento Social da autarquia e, também, pela AIPA (Associação dos Imigrantes os Açores).

Hanna Kosolap, o seu marido Oleksandr Kosolap, a filha, Sofiia Kosolap e a avó, Olena Tyshchenko, foram forçados a abandonar Kiev, capital da Ucrânia, a 26 de fevereiro, tendo chegado à fronteira com a Polónia dois dias mais tarde. Daí, foram até Bruxelas, de onde partiram para Lisboa, tendo chegado sábado a Ponta Delgada.

Segundo disse aos jornalistas Pedro Nascimento Cabral, “a Câmara Municipal de Ponta Delgada foi contactada pela AIPA para ajudar esta família e, de imediato, acionou todos os meios que tem disponíveis, desde que se iniciou esta guerra injusta na Ucrânia”.

“Neste momento, a autarquia dispõe de alojamento próprio para cerca de 40 refugiados e a intervenção da Câmara Municipal neste processo foi assegurar um alojamento condigno a quem está a fugir de uma guerra absolutamente injusta” – adiantou.

O Presidente adiantou que a Câmara Municipal de Ponta Delgada “tem a sua Divisão de Desenvolvimento Social acionada e será um parceiro ativo neste acolhimento que nós açorianos e, neste caso em concreto, os cidadãos de Ponta Delgada, estão disponíveis para fazer, num manifesto gesto de solidariedade para com estes refugiados da guerra”.

“Todos os serviços sociais da Câmara Municipal de Ponta Delgada estão a ser acionados para, quando for necessário, intervir com acuidade e acolher os refugidos da Ucrânia” – reforçou o edil.

Desde a primeira hora que o Município de Ponta Delgada acionou um plano para receber refugiados da Ucrânia, disponibilizando dois pontos de recolha de bens essenciais para ajudar os refugiados da Ucrânia, nomeadamente, a Divisão de Desenvolvimento Social, no Largo Dr. Manuel Carreiro nº24, e no Hospital Internacional dos Açores, na Lagoa. Uma iniciativa da autarquia que conta com o apoio da AIPA (Associação dos Imigrantes dos Açores), que fará chegar os bens recolhidos aos refugiados vítimas da guerra na Ucrânia.

Entretanto, o Município de Ponta Delgada, em parceria com o Conselho Regional dos Açores da Ordem dos Advogados, irá disponibilizar apoio jurídico a estes refugiados. O apoio psicológico será assegurado através de uma parceria com a Ordem dos Psicólogos Portugueses.

Os Serviços de Desenvolvimento Social do Município garantem ainda o alojamento e alimentação aos imigrantes ucranianos, assim como a articulação com outras entidades, nomeadamente na sua inserção sócio-profissional.

A autarquia disponibilizou, entretanto, uma linha telefónica (351+296304420) e um endereço de e-mail (sos.ucrania@mpdelgada.pt) para todos os ucranianos que solicitem ajuda. A linha de apoio direto funciona nos dias úteis entre as 09h00 e as 17h00.

© GC-CPD | Fotos: CPD | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s