GOVERNO DOS AÇORES ANUNCIA NOVOS INCENTIVOS PARA FIXAÇÃO DE MÉDICOS NA REGIÃO

O Secretário Regional da Saúde e Desporto, Clélio Meneses, anunciou esta quinta-feira um novo sistema de incentivos à fixação de médicos nos Açores.

“O mais tardar” até segunda-feira “será publicado, finalmente, em Diário da República, o novo sistema de incentivos à fixação de médicos, que pretende também ser um contributo efetivo para atrair médicos a fixarem-se na Região”, disse Clélio Meneses, à margem de uma reunião tida em Ponta Delgada com representantes da Ordem e dos sindicatos dos médicos.

O governante esclareceu que os incentivos são de natureza pecuniária e não pecuniária, sendo que “de natureza pecuniária haverá um acréscimo ao salário base na carreira de assistente de 35% nas ilhas de São Miguel e Terceira”.

Quanto às outras ilhas, Clélio Meneses adiantou que a alteração remuneratória “é de 40% no Faial e Pico e de 45% nas outras ilhas”.

O Secretário Regional da Saúde e Desporto revelou ainda outro tipo de incentivos genéricos para todas as ilhas com especialidades carenciadas, como “transportes próprios e de familiares, de transporte de mercadoria para se fixarem nos Açores e também um incentivo à habitação, no valor do índice de apoio social, cerca de 430 euros de apoio à habitação”.

Clélio Meneses refere que a iniciativa “pretende também ser um contributo efetivo para atrair médicos a fixarem-se na Região” e adianta que o Governo está também a trabalhar num diploma que visa regular o trabalho suplementar “no sentido de que os médicos dos Açores se sintam atraídos a dar uma resposta acrescida ao seu trabalho, de forma a criarmos estabilidade nos quadros de saúde”.

O governante diz reconhecer “uma reivindicação justa e necessária” de promoção da progressão nas carreiras médicas “que estão há muitos anos por ser reguladas e atualizadas” e refere que “esse trabalho será feito em conjunto com os médicos”.

Sobre a reunião que manteve em Ponta Delgada com representantes da Ordem e sindicatos dos médicos, Clélio Meneses sustenta que a mesma pretendeu recolher contributos na ótica do reforço do Serviço Regional de Saúde.

O governante lembrou que “só em médicos o Governo Regional autorizou, num ano, a contratação de 100 médicos de várias especialidades, para contratos sem termo” e que destes “31 já foram contratados pela Região”.

“Estamos a falar num reforço significativo, porque em 2020, por exemplo foram contratados apenas 23, em 2019, ainda sem pandemia foram contratados 25, e estamos a falar de 100 médicos”, acrescentou.

E concretizou: “Está a haver aqui um esforço muito grande de dotar os quadros de saúde da Região de profissionais de saúde e, por outro lado, também constatamos que há uma resposta decisiva dos médicos que têm tido um papel fundamental num tempo de tempestade como é a pandemia”.

© GRA | Foto: SRSD | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s