NOVO BAR DA PRAIA DA RIVIERA EM FUNCIONAMENTO ESTE VERÃO

A presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Vânia Ferreira, considera que estão reunidas as condições para que o novo bar de apoio à praia da Riviera esteja em funcionamento antes da abertura da época balnear deste ano.

A autarca, que abordou o assunto no final de uma visita à empreitada em curso, acompanhada pela vereadora Otília Martins e pelos técnicos municipais que supervisionam os trabalhos, sublinha que a estrutura garantirá melhores condições à afluência que se tem verificado naquela zona balnear.

“A praia da Riviera, pelos dados que temos, é cada vez mais procurada pela população. E o seu bar de apoio – onde incluímos balneários e instalações sanitárias adequadas – é estrutural na dinamização da zona. A obra que está em curso, segundo o empreiteiro, e caso tudo decorra como previsto, estará concluída antes da abertura da época balnear, em junho deste ano”, adiantou Vânia Ferreira citada em nota do município.

Segundo a presidente da edilidade, a nova estrutura não afeta as dunas nem os habitats da zona, nem põe em risco as espécies residentes.

“Temos os devidos pareceres favoráveis da Direção Regional dos Assuntos do Mar, da Direção Regional do Ordenamento do Território e Recursos Hídricos e da Capitania do Porto da Praia da Vitória. Isso significa que a obra respeita todas as condicionantes existentes para uma área como esta e estamos convictos que esta estrutura será importante para esta praia e para a constante qualificação das nossas zonas balneares”, enfatizou.

O novo bar da praia da Riviera disponibilizará uma zona de restauração e bebidas, instalações sanitárias e balneários, assim como acesso renovado ao areal.

BLOCO DE ESQUERSA APRESENTA ALTERNATIVAS

Para o BE/Açores a obra presentemente em curso “é ilegal” e não respeita o ambiente, porque “está a ser feita sobre as dunas, a menos de 50 metros da linha do mar”, descaracterizando o local.

O Bloco salienta que, de acordo com o Plano de Ordenamento da Orla Costeira da Ilha Terceira, “os apoios de zona balnear e os equipamentos com funções comerciais não se devem localizar nos areais, nas áreas de solário ou em outras áreas sensíveis”, devendo-se encontrar localizações alternativas. O BE/Açores sublinha ainda que o Plano prevê, que “no caso de não existirem alternativas tecnicamente viáveis de localização destas instalações, estas devem ser ligeiras e desmontáveis e localizadas preferencialmente na zona de maior cota e de maior proximidade às redes de infraestruturas gerais”.

Assim, o grupo parlamentar do BE/Açores agendou para a manhã desta sexta-feira uma visita ao local para demonstrar que a “obra é ilegal” e apresentar “alternativas viáveis”.

© GC-MPV | Fotos: GC-MPV — RS | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s