HORTA: NOVO PRESIDENTE DA CÂMARA QUER SER PARCEIRO NAS OBRAS DO GOVERNO

O novo presidente da Câmara Municipal da Horta, Carlos Ferreira, eleito pela coligação PSD/CDS/PPM, garantiu este sábado que a autarquia será parceira nas obras que o Governo dos Açores vai realizar na ilha do Faial.

“Além dos projetos da competência direta do município, entendemos que a câmara municipal deve adotar uma atitude proativa nos processos da competência de outros órgãos de poder, designadamente no que respeita aos investimentos mais estruturantes para o nosso futuro coletivo”, explicou Carlos Ferreira, na tomada de posse dos novos órgãos autárquicos, após as eleições de 26 de setembro.

O autarca social-democrata, que destronou o PS da Câmara da Horta ao fim de 32 anos de governação consecutiva, deu como exemplos dessa parceria as obras de reordenamento do porto, a segunda fase da variante à cidade e a polémica obra de ampliação da pista do Aeroporto da Horta, que é gerida pela ANA/Vinci.

“A Câmara Municipal da Horta será um parceiro ativo nestes processos, que classificamos de fundamentais para o crescimento económico e social da ilha do Faial”, insistiu o autarca, referindo-se, em especial, à ampliação da pista do Aeroporto da Horta, que na sua opinião, “deverá assentar numa parceria entre a República, a ANA e a região”, com candidatura a fundos comunitários.

O novo presidente da Câmara da Horta, que até agora desempenhava funções de deputado à Assembleia Legislativa dos Açores, garantiu também que “mais do que promessas”, pretende “apresentar resultados”.

“A nossa grande responsabilidade é corresponder às expectativas da população do município”, sublinhou Carlos Ferreira, acrescentando que tudo fará “para não desiludir” quem confiou em si e na sua equipa.

O autarca garantiu ainda que o mandato que agora se inicia representa “o começo de um novo ciclo”, embora ressalve que o projeto político que apresentou aos faialenses, e que foi sufragado nas urnas, “não se esgota em quatro anos”.

Para Carlos Ferreira, as principais opções políticas para o novo mandato estão tomadas e estão relacionadas com as pessoas, a economia, o território, a coesão local e a governação municipal.

Incentivos à reabilitação de habitação degradada, apoios à natalidade, reforço do Fundo de Emergência Social e um aperfeiçoamento do Plano de Prevenção das Dependências são algumas das medidas preconizadas pelo novo elenco camarário.

A autarquia social-democrata pretende ainda expandir o parque empresarial, apostar na captação de investimento regional, nacional e internacional e fomentar o emprego na ilha.

A reabilitação das estradas municipais, a revisão do Plano Diretor Municipal e do Plano de Urbanização, o reforço da delegação de competências nas juntas de freguesia e a revitalização do centro histórico da cidade da Horta, são outros projetos para a novo mandato.

© Lusa | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s