AUTÁRQUICAS 2021: PEDRO AMARAL (BE) QUER DAR O “GRITO DO IPIRANGA” PARA FIXAR JOVENS EM VILA DO PORTO

O candidato do BE à Câmara Municipal de Vila do Porto considera que Santa Maria precisa de dar o “grito do Ipiranga” para fixar jovens e espera que o partido eleja, pelo menos, dois deputados municipais e um vereador.

Com 19 anos, Pedro Amaral disse que é um dos mais novos candidatos às eleições em todo o país, referindo a “ousadia” da campanha que lidera à Câmara Municipal de Vila do Porto, concelho único de Santa Maria.

Para o candidato, o défice demográfico da ilha deve-se ao “abandono pela parte daqueles que são os mais jovens”, principalmente os “estudantes que saem de Santa Maria para estudar e não voltam”, porque falta “emprego qualificado”.

De acordo com os dados preliminares dos Censos de 2021, Vila do Porto perdeu 2,5% da população nos últimos 10 anos.

Mas “não vale a pena estar a criar postos de trabalho, se depois não houver condições para os jovens se fixarem na ilha”, afirmou.

É por isso que quer investir num “parque habitacional que possa ser aliciante para a fixação de jovens, mas também outros trabalhadores, porque não até imigrantes?”, desafiou.

O jovem, que estuda Física na Universidade do Porto, acha que “Santa Maria precisa de perceber e precisa desta espécie de grito do Ipiranga”, porque, “senão, Santa Maria não vai passar de um lar de idosos”.

“No meu futuro, gostava de vir trabalhar para Santa Maria, gostava de ter o meu futuro em Santa Maria, por isso é que afirmo: estou aqui, não simplesmente para dar a cara e depois ir-me embora, mas sim para criar condições para que possa vir depois e que comigo possam vir outros tantos”.

A candidatura do Bloco de Esquerda quer aproveitar “o movimento” criado “nas regionais de 2020”, quando o partido alcançou um “resultado histórico” de 12% em Santa Maria, e espera eleger “dois a três deputados municipais e um vereador”.

Se assim for, o estudante deixa uma promessa: “se for eleito vereador, sou eu que vou para esse lugar, mesmo estando a estudar fora, porque isso não é impeditivo de nada e a nossa pandemia já o demonstrou”.

Para a autarquia, o BE traz um programa assente no “desenvolvimento económico, científico, mas também comunitário”, na “sustentabilidade ambiental, demográfica e burocrática” e na “dinamização democrática, associativa e cultural”.

Com “mais de uma centena de propostas para a ilha”, Pedro Amaral destacou a criação de uma “frota municipal de carrinhas de nove lugares que possam fazer um transporte municipal, que chegue a toda ilha, num horário que permita também aos trabalhadores das freguesias chegarem a casa sem ser demasiado tarde”.

O partido quer, também, implementar o projeto ‘Viver’ em que, “durante a época baixa”, serão entregues “vales de 200 euros a cada residente que está na ilha” para ser utilizado no comércio local.

“Estamos a falar de uma medida que, realmente, tem um valor avultado, mas que pode muito bem ser comportada pela Câmara”, considerou.

A autarquia de Vila do Porto é liderada desde 2009 pelo social-democrata Carlos Rodrigues.

Nas eleições autárquicas de 2017, Carlos Rodrigues teve 68,43% dos votos.

Para além de Pedro Amaral, candidatam-se a Vila do Porto Mário Jorge Reis, pelo PSD, Bárbara Chaves, pelo PS e Dulce Correia, pela CDU.

A Câmara Municipal de Vila do Porto possui quatro elementos do PSD/Açores e um do PS.

As eleições autárquicas estão marcadas para dia 26 de setembro.

© Lusa | Foto: BE/A | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s