PRAIA DA VITÓRIA CIDADE IRMÃ DE PENACOVA

A Câmara Municipal da Praia da Vitória assinou, no domingo, 20 de junho, um Protocolo de Geminação com o Município de Penacova, na sequência das ligações que o poeta e escritor praiense Vitorino Nemésio teve com aquele concelho continental enquanto viveu e estudou em Coimbra.

“Este protocolo é uma porta que se abre, uma antecâmara de desenvolvimento de todos os projetos que possam ser, a partir de agora, postos em cima da mesa, seja reforçando o papel e a obra de Vitorino Nemésio, seja sobre outra qualquer dimensão, social, cultural, desportiva, recreativa, económica, turística ou qualquer outro trabalho que possa ser realizado em conjunto e a bem das populações de Penacova e da Praia da Vitória”, afirmou na ocasião o presidente Tibério Dinis citado em nota da autarquia.

No dia em que a Praia da Vitória comemorava o 40.º aniversário de elevação a cidade, o presidente do município praiense, recebeu, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, uma comitiva de Penacova, liderada pelo presidente da autarquia Humberto Oliveira, e subscreveu com o seu congénere este acordo que torna irmãs estas duas cidades portuguesas. Aliás, salientaram os autarcas, este é o primeiro protocolo de geminação que, quer a Praia da Vitória, quer Penacova, assinaram com outros municípios nacionais.

Na génese deste acordo está, segundo revelaram, um Moinho de Vento que Vitorino Nemésio detinha no lugar de Portela de Oliveira e que, em 1980, foi doado, pela filha do poeta e escritor praiense, à Câmara Municipal de Penacova, que o transformou e batizou como Museu do Moinho Vitorino Nemésio.

Os autarcas praiense e penacovense defendem que o nascimento e o trabalho feito por Vitorino Nemésio são tão importantes para a Praia da Vitória, como para Penacova, pelo que justificam a geminação entre os dois territórios, que terá sobretudo uma vertente cultural, mas não só, existindo de ambas as partes a intenção de abrir esta parceria a outras áreas.

“Esta geminação com o Município de Penacova foi a única realizada neste mandato autárquico. É o primeiro protocolo de geminação com um outro município nacional, pois as nossas outras cidades irmãs são todas no estrangeiro. Com a pandemia, o conjunto de geminações da Câmara Municipal da Praia da Vitória foi também profundamente afetado, porque criou-se um distanciamento entre os territórios, pelo que, mal tenhamos a normalidade desejável, queremos reativar este conjunto de geminações e voltar a ter estas ligações sociais e estes intercâmbios ativos, para podermos recuperar este conjunto de parcerias e de sinergias que o município tem e quer reafirmar”, disse Tibério Dinis.

© GC-MPV | Foto: GC-MPV | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s