REPRESENTANTE DA REPÚBLICA ASSINALA DIA DE PORTUGAL NA PRAÇA VELHA

O Representante da República para a Região Autónoma dos Açores, embaixador Pedro Catarino, assinala hoje, “como é tradição”, o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

À semelhança do ano passado e dadas as circunstâncias deste tempo de pandemia “a cerimónia será muito simples”, refere uma nota do Gabinete do Representante da República, contando apenas com a presença “das principais autoridades civis, militares e eclesiásticas”.

A cerimónia terá lugar pelas 10:30 horas, na Praça Velha, em Angra do Heroísmo, com o “hastear da Bandeira Nacional, da Bandeira da Região Autónoma dos Açores e da Bandeira da União Europeia”.

“As bandeiras serão hasteadas ao som dos respetivos hinos, interpretados pelo Coro Padre Tomás de Borba da Academia Musical da Ilha Terceira”. Seguir-se-á uma alocução pelo Representante da República.

O Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que hoje se assinala, foi instituído pela III República em 1978. Antes, António Oliveira Salazar, presidente do conselho de ministros, na sequência da inauguração do Estádio Nacional do Jamor, em 1944, atribuiu o epíteto a esta dia de “Dia de Camões, de Portugal e da Raça”, data que começou particularmente a ser exaltada com a implementação do Estado Novo em 1933.

O 10 de junho invoca o ano de 1580, data que segundo reza a história faleceu o maior poeta da língua portuguesa — Luís Vaz de Camões.

Desde 1977 o Presidente da República escolhe uma cidade para as comemorações oficiais do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Angra do Heroísmo foi a cidade preferida em 2003, depois de Ponta Delgada ter recebido estas comemorações em 1989. Em 2018, Ponta Delgada voltou a receber as comemorações, desta vez num novo formato introduzido pelo presidente Marcelo Rebelo de Sousa em 2016, de repartir as comemorações por duas cidades, uma no território nacional e outra nas cidades de acolhimento da imensa diáspora portuguesa espalhada pelo mundo.

O ano passado devido aos constrangimentos provocados pela pandemia de covid-19, as cerimónias que estavam previstas para a Região Autónoma da Madeira e para a África do Sul foram canceladas, tendo-se realizado uma cerimónia simples em Lisboa. Este ano, o Presidente da República está desde terça-feira na Região Autónoma da Madeira para assinalar o 10 de junho, que se iniciou ontem e prossegue hoje com uma cerimónia militar na Praça da Autonomia e na Avenida do Mar, na cidade do Funchal.

© PE | Foto: DR

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s