ALRAA: “HUB” LOGÍSTICO DA PRAIA DA VITÓRIA NÃO É “PRIORIDADE” DEVIDO À COVID-19, DIZ MÁRIO MOTA BORGES

O secretário regional dos Transportes, Turismo e Energia dos Açores, Mário Mota Borges, disse hoje que o “hub” logístico do porto da Praia da Vitória não é uma “prioridade” devido à pandemia da covid-19.

Na sequência de uma intervenção do deputado socialista Berto Messias, no parlamento dos Açores, em que este questionava o Governo Regional sobre o projeto, Mário Mota Borges declarou que teve “conhecimento, nos primeiros meses da legislatura, da existência desse trabalho e estudo [‘hub’ da Praia da Vitória], que ficou pronto significativamente antes das eleições legislativas regionais de outubro de 2020″.

“Uma das questões que colocámos foi saber porque não tinha sido colocado no terreno, a resposta que obtivemos foi que, de facto, a conjuntura não era apropriada de devido ao momento da covid-19 e que a perspetiva de ficar o concurso público deserto era enorme e poria em causa o estudo”, declarou o titular da pasta dos Transportes.

Para o responsável político do governo de coligação PSD-CDS-PPM, as circunstâncias “não estão significativamente alteradas e o assunto não é uma prioridade imediata da parte do Governo Regional devido ao facto de a covid-19 manter-se ainda no horizonte”.

A resposta do governante ao deputado da oposição surgiu na sequência de uma declaração política da deputada social-democrata Vânia Ferreira, tendo Berto Messias declarado sobre o projeto do “hub” logístico que “o trabalho está pronto, concluído, está feito”.

Há mais de uma década que a empresa Logistema, contratada pela Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo, estuda as potencialidades do Porto da Praia da Vitória, primeiro como terminal de cargas a nível regional e, desde 2011, como “hub” internacional.

O objetivo é ter na ilha Terceira, nos Açores, um ponto de carga e descarga de mercadorias, por via marítima, permitindo encurtar as distâncias percorridas pelos navios que cruzam o Atlântico, entre a Europa e a América, e garantir a fiabilidade do tempo de trânsito.

Berto Messias levantou ainda a questão de, “pela primeira vez na história desde a criação da Portos dos Açores S.A, não haver um administrador em permanência no porto da Praia da Vitória”.

O secretário regional dos Transportes esclareceu que “ a Portos dos Açores, neste momento, é a Portos dos Açores, já não são as três juntas autónomas que existiam antes e não há necessidade de fazer uma divisão dos membros da administração como se fazia antigamente”.

Na sua declaração política, a deputada social-democrata Vânia Ferreira referiu que, para o Porto da Praia Vitória, “foi aprovada recentemente, no Plano e Orçamento da região para 2021, uma verba para se iniciar o projeto do futuro Cais de Cruzeiros, uma obra há muito esperada pelos terceirenses”.

“Já nas eleições regionais de 2008, o PS assumia como compromisso a construção de um cais de cruzeiros. Passados seis anos, em 2014, o governo do PS deixou cair esta promessa eleitoral”, declarou a parlamentar.

Vânia Ferreira salvaguardou que, “em 2018, este parlamento aprovou, com o voto favorável de todos os partidos, uma iniciativa do PSD que recomendava ao Governo Regional a construção de um cais de cruzeiros na baía da Praia da Vitória”, mas a recomendação “caiu em saco roto e até 2020, último ano de governação socialista nos Açores, nada foi feito”.

Para Vânia Ferreira, é também este Governo que “já está a fazer a diferença ao aprovar o novo regulamento de tarifas da Portos dos Açores, que permitiu uma substancial redução de preços na operação portuária na Praia da Vitória”.

A deputada disse que, “até 2024, o Governo pretende aumentar a capacidade do aeroporto em termos de salas e portas de embarque, balcões de ‘check-in’ e escoamento de bagagem de porão”.

Vai ser ainda “otimizado o cumprimento das normas e requisitos da ICAO (Organização Internacional de Aviação Civil) relativamente à informação meteorológica, com vista a desenvolver o processo de aquisição de uma Estação Meteorológica Automática para o Aeroporto das Lajes”.

“Também no domínio das ligações aéreas, o Governo Regional dos Açores já está a preparar, em conjunto com a Associação de Turismo dos Açores, o lançamento de ações de promoção turística da ilha Terceira nos mercados dos Estados Unidos da América e do Canadá. O objetivo é reativar estes mercados emissores de turistas para a ilha Terceira já no Inverno IATA 2021-22”, concluiu a deputada.

DECLARAÇÃO POLÍTICA

© Lusa | Fotos: GRA — GI-PSD/A | Vídeo: ALRAA | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s