PRAIA DA VITÓRIA LIDERA RANKING DOS MUNICÍPIOS COM MAIS BANDEIRAS AZUIS NOS AÇORES

Em 2021, a Praia da Vitória lidera, pelo terceiro ano consecutivo, os concelhos dos Açores com mais zonas balneares distinguidas com o selo de qualidade de Bandeira Azul da Europa.

A lista das Praias, Marinas e Embarcações com Bandeira Azul 2021, em Portugal, foi anunciada no passado dia 29 de abril pela Associação Bandeira Azul da Europa. Ao todo vão hastear este ano, a Bandeira Azul em território português, 372 praias, 16 portos de recreio/marinas e 11 embarcações ecoturísticas. Em relação à última época balnear verifica-se um aumento de 12 praias, uma diminuição de 2 marinas e um crescimento de mais 2 embarcações de ecoturismo. Entre os 53 países que desenvolvem o Programa Bandeira Azul, Portugal ocupa a 6.ª posição, posição esta que mantém em relação ao ano anterior.

Nos Açores vão ser hasteadas 50 bandeiras azuis (45 em zonas balneares e 5 em marinas) distribuídas por 11 concelhos, com a Praia da Vitória a liderar o ranking regional com nove galardões. Em relação ao ano anterior, verifica-se um crescimento de mais 3 bandeiras, correspondente a duas novas entradas (Morro na Povoação e Poças da Ribeira Grande, na Ribeira Grande) e uma reentrada (Baixa da Areia na Lagoa).

Depois da Praia da Vitória no ranking da Bandeira Azul surge Angra do Heroísmo com 8, seguindo-se Ponta Delgada com 6. Horta e Vila do Porto vão hastear 5 bandeiras, enquanto na Ribeira Grande e Povoação foram atribuídas 4. Com três bandeiras estão os concelhos de Lagoa e Vila Franca do Campo e com duas o concelho de São Roque do Pico. Fecha o ranking, Santa Cruz da Graciosa com uma zona balnear galardoada. Acrescente-se ainda que a Lagoa é o único concelho açoriano com um Centro Azul que funciona junto da zona balnear com a mesma designação.

ZONAS BALNEARES

Praia da Vitória (9): Quatro Ribeiras; Escaleiras; Prainha; Grande; Porto Martins; Biscoitos; Praia da Riviera; Sargentos; Marina.

Angra do Heroísmo (8): Cinco Ribeiras; Negrito; Salgueiros; Silveira; Baía do Refugo; Salga; Prainha; Marina.

Ponta Delgada (6): Forno da Cal; Milícias; Pópulo; Poços de S. Vicente Ferreira; Poças Sul dos Mosteiros; Marina.

Horta (5): Almoxarife; Castelo Branco; Varadouro; Porto Pim; Marina.

Vila do Porto (5): Anjos; Formosa; Maia; S. Lourenço; Marina.

Ribeira Grande (4): Areal de Stª Bárbara; Poças da Ribeira Grande; Calhetas; Moinhos.

Povoação (4): Portinho do Faial da Terra; Praia do Fogo; Morro; Ribeira dos Pelames.

Lagoa (3): Caloura; Baixa da Areia; Zona Balnear Lagoa (Centro Azul).

Vila Franca do Campo (3): Água d’Alto; Prainha de Água D’Alto; Vinha da Areia.

São Roque do Pico (2): Piscinas do Cais; Furna de Santo António.

Santa Cruz da Graciosa (1): Barro Vermelho.

APOSTA NA VALORIZAÇÃO DAS ZONAS BALNEARES

Aquando da apresentação do projeto do novo bar, balneários e instalações sanitárias da Prainha, na passada segunda-feira, no Clube Naval da Praia da Vitória, o presidente da Câmara Municipal, Tibério Dinis, congratulou-se com o facto da Praia da Vitória continuar a ser o concelho dos Açores com mais zonas balneares distinguidas e anunciou que é intenção do executivo aumentar este número.

O Município “está a trabalhar para que, no futuro, possa crescer o número de zonas balneares no Concelho com distinção de Bandeira Azul, nomeadamente com as intervenções em curso no Porto Sr. Guilherme, no Porto Martins, e na Calheta dos Lagadores e Fonte das Pombas, nos Biscoitos”, anunciou Tibério Dinis.

Nesta mesma ocasião, o edil referiu que a Câmara Municipal ainda está à espera pelo anúncio dos galardões “Praia mais Acessível”, sendo que as expetativas da autarquia são “de que a Praia da Vitória continuará no trajeto de ser um dos concelhos do país com as praias mais inclusivas”.

O executivo municipal tem feito uma aposta forte na valorização nas zonas balneares do concelho, estando em curso investimentos em todas elas.

Através da implementação da Estratégia de Valorização das Zonas Balneares do Porto Martins decorrem intervenções nas Piscinas Naturais, Porto Sr. Guilherme e Baía das Canas. Do Plano Integrado de Valorização das Zonas Balneares da baía da Cidade, a praia da Riviera será dotada de novos equipamentos de apoio, decorrem trabalhos de reposição do areal na praia Grande, procede-se à construção de instalações sanitárias na praia dos Sargentos e está em fase de discussão pública o projeto de requalificação do bar e equipamentos de apoio na Prainha.

No âmbito da Estratégia de Valorização da Zona Balnear das Escaleiras, na freguesia da Vila Nova, decorrem obras visando a melhoria das condições de utilização e segurança e uma valorização social e turística do local.

Na zona balnear das Quatro Ribeiras decorrem obras de consolidação da falésia.

Nos Biscoitos, estão em fase final de edificação as obras de ampliação e beneficiação do Bar do Abismo, bem como da construção do bar e edifícios de apoio da Calheta dos Lagadores e Fonte das Pombas.

HASTEAR DA BANDEIRA

Depois da Praia da Vitória ter recebido em 2019 a Cerimónia Oficial de Hastear da Primeira Bandeira Azul em Praia Costeira, este ano, a Cerimónia Oficial de Hastear da Primeira Bandeira Azul em Marina vai ter lugar em Santa Maria, na Marina de Vila do Porto, no dia 05 de junho.

Por sua vez, o Hastear Oficial da Bandeira Azul em Praia Costeira será no dia 01 de junho, na praia de Moledo, no Município de Caminha. O primeiro Hastear de Bandeira Azul em Praia Fluvial vai realizar-se, no dia 15 de junho, na Albufeira de Santa Clara, no Município de Odemira.

TEMA

Todos os anos o Programa Bandeira Azul escolhe um tema para a respetiva edição. O ano passado o tema inicialmente escolhido foi alterado para “De volta ao mar, com a atitude de mudar” devido ao contexto pandémico que então se vivia e se continua a viver.

Para este ano, foi escolhido o tema “Recuperação de Ecossistemas” tendo em conta que a degradação dos ecossistemas tem um impacto direto no bem-estar de cerca 3,3 mil milhões de pessoas, de acordo com a Assembleia Geral das Nações Unidas, que declarou 2021-2030 como a Década das Nações Unidas para a Recuperação dos Ecossistemas.

Com atividades partilhadas entre a Organização para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e o Programa das Nações Unidas para o Ambiente (UNEP), em 2021 inicia-se uma década de grande relevância na preservação do nosso futuro.

BANDEIRA AZUL

A Bandeira Azul é um símbolo de qualidade, um galardão que é atribuído anualmente às praias e marinas que se candidatam e que cumpram um conjunto de critérios de natureza ambiental, de segurança e conforto dos utilizadores da praia e de informação e sensibilização ambiental.

Uma praia com bandeira azul significa, entre outras coisas, que é uma praia com uma boa qualidade da água, limpa e equipada com recipientes para o lixo, com instalações sanitárias em boas condições de higiene, com boas acessibilidades, que é vigiada por nadadores-salvadores, com equipamento para prestar os primeiros socorros e com informação e atividades de educação ambiental.

Ao todo são necessários 32 requisitos para que uma praia possa hastear a Bandeira Azul.

© PE | Foto: GC-MPV

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s