ESTE VERÃO: BISCOITOS COM NOVA ZONA BALNEAR NA CALHETA DOS LAGADORES E FONTE DAS POMBAS

O presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, apresentou, esta segunda-feira ao início da noite, o Projeto de Valorização da Zona Balnear da Calheta dos Lagadores e Fonte das Pombas, na freguesia dos Biscoitos, um investimento de cerca de 90 mil euros para dotar a zona de melhores condições de segurança, higiene e lazer.

Numa sessão pública de apresentação, que decorreu na Sociedade Filarmónica Progresso Biscoitense, Tibério Dinis anunciou a intenção de, “já na próxima época balnear, em 2021”, a infraestrutura esteja disponível para fruição pública e “na época balnear de 2022”, poder ter Bandeira Azul da Europa nesta nova zona balnear da freguesia da costa norte da Terceira, esperando após emissão de parecer pela Direção Regional do Ambiente, poder avançar com o investimento “já durante o mês de março”.

O objetivo é que esta atual zona de banhos possa transformar-se numa zona balnear, cumprindo para tal todos os requisitos legais exigidos, como a existência de instalações sanitárias, nadadores-salvadores, bar de apoio e estacionamento organizado, pelo que o projeto apresentado passa pela edificação de todas estas infraestruturas, “sem colocar em causa o ecossistema nem do ponto de vista arquitetónico, nem do ponto de vista paisagístico”.

Assim, disse o edil, “concretiza-se aquela que era uma aspiração comum da Câmara Municipal da Praia da Vitória e da Junta de Freguesia dos Biscoitos” e que, desde há três anos, tem vindo a ser alvo de análises à qualidade da água para efeitos da sua classificação legal como água balnear – algo que a Direção Regional dos Assuntos do Mar já efetuou.

“Com esta classificação de água balnear podemos avançar com os investimentos necessários à concretização da zona balnear, com o objetivo de, no verão de 2022, a Fonte das Pombas e Calheta dos Lagadores ser mais uma das zonas balneares do Concelho da Praia da Vitória com Bandeira Azul”, referiu o autarca.

O projeto, desenvolvido por técnicos do Município, prevê assim o aumento das zonas de solário na Fonte das Pombas, através da colocação de deck amovível, bem como a criação de uma bolsa de estacionamento organizado junto à Calheta dos Lagadores (com local de estacionamento para pessoas portadores de deficiência e mobilidade reduzida), assim como a construção de um edifício de apoio com sanitários, balneários, bar e pequena esplanada, espaço de acondicionamento de resíduos e quarto de arrumos para os equipamentos dos nadadores-salvadores.

Toda a área a intervencionar será ainda dotada de mobiliário urbano adequado e recipientes para resíduos, mantendo-se os espaços para passeio pedonal e sem interferir com as estruturas militares históricas existentes.

Neste momento, acrescentou Tibério Dinis, “a Câmara Municipal aguarda pelo parecer da Direção do Regional do Ambiente para poder avançar com as obras”, esperando que, “ainda esta semana, possamos receber este parecer para, até ao final do mês, se iniciarem as intervenções previstas e, com um prazo de execução de três meses, podermos ter todas estas condições disponíveis para os utilizadores da Fonte das Pombas e Calheta dos Lagadores já no início da próxima época balnear”.

O edificado a construir será todo ele forrado a pedra basáltica para não provocar problemas à paisagem onde se insere, respetivamente entre o mar dos Biscoitos e a paisagem da vinha. O autarca disse ainda que o bar de apoio a esta nova zona balnear poderá ser concessionado a privados, gerido por alguma instituição da freguesia ou diretamente pela Câmara Municipal, através da Cooperativa Praia Cultural.

A apresentação pública deste projeto inseriu-se no programa da “Presidência Aberta às Freguesias e Vila do Concelho da Praia da Vitória” que, esta segunda-feira, foi dedicada à freguesia dos Biscoitos.

© GC-MPV | Foto: GC-MPV | PE