COVID-19: APIR/AÇORES QUESTIONA GOVERNO SOBRE PLANO DE VACINAÇÃO

A delegação da Associação Portuguesa de Insuficientes Renais (APIR) dos Açores questionou hoje o Governo Regional sobre a data prevista para a vacinação contra a covid-19 destes doentes, alegando que no continente já foram vacinados.

“A nível nacional, todos os nossos colegas que efetuam o tratamento de hemodiálise e diálise peritoneal já se encontram vacinados independentemente a sua idade”, lê-se num ofício dirigido ao diretor regional da Saúde dos Açores, a que a agência Lusa teve acesso.

As pessoas com 50 ou mais anos com insuficiência renal integram o primeiro grupo de vacinação contra a covid-19 nos Açores, mas segundo a associação, “ainda não foi vacinado qualquer um dos insuficientes renais” da região.

O plano regional de vacinação contra a covid-19 dos Açores prevê que a primeira fase decorra até abril, mas recentemente o diretor regional da Saúde admitiu que esse prazo poderá não ser cumprido, tendo em conta o ritmo a que as vacinas estão a chegar à região.

“Se não houver alteração no ritmo da chegada das vacinas, dificilmente será conseguido esse prazo para a vacinação do primeiro grupo”, disse, na terça-feira, Berto Cabral, em declarações aos jornalistas.

No ofício, a APIR pergunta quando se prevê o início da vacinação dos doentes com insuficiência renal nos Açores, indagando se serão abrangidos pelo lote de 5.875 vacinas que chegou à região no passado dia 16 de fevereiro.

“Está previsto no âmbito deste lote vacinar todos os insuficientes renais crónicos terminais que efetuam hemodiálise e diálise peritoneal”, questiona.

A associação pergunta ainda “quais as razões científicas ou técnicas que levam a Autoridade Regional de Saúde a optar pelo adiamento da sua vacinação e quando se prevê, então, que a mesma ocorra”.

Segundo a delegação regional da Associação Portuguesa de Insuficientes Renais, existem nos Açores 236 insuficientes renais crónicos em fase terminal, que efetuam tratamento em hemodiálise e em diálise peritoneal nas mais diversas faixas etárias.

Questionado pela Lusa, o diretor regional da Saúde dos Açores disse que os insuficientes renais “fazem parte da primeira fase de vacinação”, admitindo ainda assim que este grupo foi alargado com a introdução dos maiores de 75 anos.

Berto Cabral acrescentou que os Açores contam receber 17.500 doses de vacinas contra a covid-19 na primeira semana de março e que, “havendo condições para isso, é expectável que se consiga agendar também os insuficientes renais” nessa altura.

Segundo o diretor regional da Saúde, até domingo, estarão vacinadas nos Açores 13.500 pessoas com as duas doses da vacina e 17.406 pessoas com pelo menos uma dose.

A primeira fase da vacinação contra a covid-19 nos Açores inclui profissionais e utentes das estruturas residenciais para pessoas idosas, casas de saúde e internados em cuidados continuados, profissionais e utentes dos lares residenciais e dos centros de atividades ocupacionais e equiparados, profissionais de saúde diretamente envolvidos na prestação de cuidados a doentes e pessoas com mais de 75 anos.

Integram ainda o primeiro grupo pessoas com 50 ou mais anos com insuficiência cardíaca, doença coronária, insuficiência renal ou doença respiratória crónica sob suporte ventilatório ou oxigenoterapia de longa duração, bombeiros envolvidos no transporte e assistência a doentes, profissionais das forças armadas, forças de segurança e serviços críticos e a população da ilha do Corvo.

© Lusa | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s