PAN/AÇORES DEFENDE REVISÃO DE APOIOS À FIXAÇÃO DE MÉDICOS

O deputado regional e líder do PAN/Açores, Pedro Neves, avançou hoje no parlamento açoriano com uma proposta que defende uma revisão de apoios e incentivos à fixação de pessoal médico na Região.

Segundo uma nota de imprensa, a proposta entregue na Assembleia Legislativa Regional dos Açores preconiza um “novo sistema de fixação de médicos especialistas colocados em hospitais e unidades de saúde de ilha na Região Autónoma dos Açores, através de recompensas pecuniárias e não pecuniárias, de forma a assegurar o futuro do Serviço Regional de Saúde”.

A proposta avança com a necessidade de se contemplar “condições de trabalho ao nível de instalações e equipamentos, formação médica contínua, estágios integrados, apoios para transporte de pessoas e bens e incentivo à fixação dos cônjuges que estejam afetos à função pública e, ainda, uma proposta de revisão de progressão das carreiras atribuindo dois pontos por ano até que o sistema de avaliação esteja instituído”.

O PAN/Açores alerta o Governo Regional dos Açores, de coligação PSD-CDS-PPM, para que “proceda de forma célere, ao pagamento dos subsídios de fixação que estão suspensos desde há dois anos, alegadamente, com a desculpa de rever os montantes afixados”.

De acordo com aquela força política, a saúde “deve ser vista como a área de excelência nos Açores, constituir-se como um vetor-chave e como serviço essencial à comunidade açoriana e residente”, sendo que “é da competência máxima de qualquer governo criar medidas para atrair esses profissionais para regiões menos apetecíveis do ponto de vista profissional e social”.

“Tendo consciência das dificuldades na fixação de quadros técnicos qualificados, nomeadamente profissionais de saúde e, sobretudo, de médicos especialistas e considerando a atual situação de recursos humanos existente ao nível das várias especialidades médicas e a carência sentida nas nossas unidades de saúde de ilha e hospitalares, é imperioso repensar um plano de novos incentivos que consigam aperfeiçoar os estabelecidos pelo Decreto Regulamentar Regional n.º 5/2014/A”, afirma-se.

Segundo o PAN/Açores, “acresce a tudo isto, na Região Autónoma dos Açores, a insularidade e, por vezes, o isolamento científico e profissional que se faz sentir de forma diferenciada nas várias ilhas”.

© Lusa | Foto: DR | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s