COM MÁSCARAS, MAS SEM CARNAVAL, VIVE-SE A SAUDADE DE OUTROS CARNAVAIS

As máscaras desde há muito que fazem parte da indumentária quotidiana, devido a esta pandemia que vem alterando o nosso modo de vida, e mesmo os mais avessos a mascarados, lá andam mascarados rua afora por obrigação legal. Todavia, apesar de nunca ter existido tantos mascarados este ano não houve Carnaval, resta-nos, pois, para consolo, a memória de outros carnavais e também a esperança de que para o ano o Carnaval voltará com toda a sua pujança.

A pensar nisso ou talvez não, a Direção Regional da Cultura não quis deixar a data em branco, e numa feliz iniciativa que decorreu online (Facebook e Instagram) assinalou o inigualável Carnaval terceirense, através de 22 vídeos com testemunhos de figuras que marcam de forma indelével esta popular tradição terceirense.

A iniciativa intitulada “Carnaval com Sabor a Saudade” arrancou na passada quarta-feira, dia 10 de fevereiro e terminou precisamente nesta terça-feira de Entrudo, 16 de fevereiro.

Abaixo apresentamos os 22 vídeos que integraram a iniciativa, ordenados pela ordem de exibição. Os vídeos (link do Facebook) assim como os textos que os introduzem são da autoria da Direção Regional da Cultura.

Que se viva os outros carnavais!

ÁLAMO OLIVEIRA #01

O escritor José Henrique Álamo Oliveira é, para muitos Terceirenses, uma das maiores referências do Carnaval. Autor e encenador, foi na biblioteca com o seu nome, no Raminho, que conversou sobre os Carnavais da sua infância.

ROBERTO BORGES #02

Roberto Borges, autor e ator de Carnaval, é também “pai” de uma personagem que nasceu neste contexto cultural e que quase se confunde com a pessoa do seu autor. Conheça o seu percurso de tantos anos no Carnaval da Terceira. E há por aí alguém que não conheça o Ramiro Tarraçada?

VALTER PERES #03

Valter Peres é ator e encenador dentro e fora do Carnaval. Conheça algumas das especificidades de dar vida às personagens de Carnaval.

CÉSAR TOSTE #04

Cesar Toste soube muito cedo que queria aprender a puxar Danças de Espada. Teve um mentor que lhe ofereceu todos os seus ensinamentos. Sabia que a zona do Ramo Grande tem uma forma particular de manusear a espada? Conheça esta tradição que alguns grupos fazem questão de manter viva.

CARMITA LEONARDO #05

Carmita Leonardo é uma das atrizes marcantes nos palcos da ilha Terceira. Faz parte de uma família apaixonada pelo carnaval. Este ano, para matar saudades, organiza um bailinho com as crianças do Colégio de Santa Clara. Quem tem saudades da energia desta atriz no bailinho do Raminho?

VASCO PERNES #06

Vasco Pernes, o conhecido apresentador de televisão, garante que se apaixonou pelo Carnaval no momento em que assistiu ao primeiro bailinho, em contexto de trabalho. Hoje divide-se entre a condição de apresentador e de ator nos palcos da ilha. Entenda como um ribatejano se rende de imediato ao Carnaval da Terceira.

BRITO FRAGA #07

Brito Fraga, é polícia durante o resto do ano. Mas em cima do palco é o que quiser, até porque ele já escreve os próprios assuntos. Faz parte da nova geração de autores de Carnaval e um contributo à certeza de que a tradição não acaba nas próximas décadas.

PAULO JOAQUIM #08

O Paulo Joaquim Lima, mais conhecido por Graxinha, é já um ícone das comédias. Foi na década de 80, quando a ilha ainda tinha poucos músicos, que enveredou por este formato. E quase 40 anos depois ainda é na comédia que encontra o seu lugar no Carnaval da ilha Terceira.

ASSUNÇÃO MELO #09

Assunção Melo teve sempre o seu lugar cativo na plateia dos salões. Em 2015 foi desafiada a fazer um trabalho de investigação sobre esta tradição cultural secular. São muitas as curiosidades que tem para nos ensinar. Sabia que as primeiras participantes femininas no carnaval foram crianças? Ou que as alas das danças têm inspiração em “procissões dançadas” dos nossos antepassados? Há sempre muito para aprender sobre o Carnaval da Terceira!

JUDITE PARREIRA #10

A atriz e encenadora Judite Parreira já saiu numa dança. Mas o seu lugar nos últimos anos é numa cadeira do salão, a aplaudir, depois de semanas a trabalhar na direção de atores. Considera que o condimento essencial para os atores nas danças de espada é serem verdadeiros com eles próprios e acha que o facto dos temas se terem atualizado vem permitir uma maior longevidade da dança de espada que já foi “A Rainha do Carnaval”.

RUI NOGUEIRA #11

Rui Nogueira, puxador e ator de carnaval preparava-se para a sua despedida dos palcos este ano. A Covid-19 não permitiu essa despedida e assim terá mais um ano para repensar esta decisão. Este homem ocupa (muito) espaço no palco há várias décadas. A paixão pelo Carnaval veio do berço, já que o pai ensinava os jovens do Ramo Grande a tocar instrumentos de corda. Conheça o percurso de Carnaval de Rui Nogueira.

LÍLIA AMORIM #12

Lília Amorim diz que “não tinha as medidas” para sair nas alas dos bailinhos. Mas mais tarde percebeu que havia muito espaço para ela na boca de cena. Tem um percurso curto no Carnaval mas poucos se esquecem da “Enfermeira Brás, Boa em tudo o que faz”.

FÁBIO OURIQUE #13

Fábio Ourique é já um mestre de pandeiro conhecido por toda a ilha. Nos últimos anos integrou a lista de jovens autores de cantigas e assuntos mas é no soar do pandeiro que encontra as memórias dos seus melhores carnavais.

FREDERICO MADEIRA #14

O ator Frederico Madeira tem mais um forte testemunho de um “continental” convertido ao carnaval da ilha Terceira. “Há uma parte de mim que espera o ano todo por isto. É como esperar pela Primavera”.

EDUARDA REIS #15

A atriz Maria Eduarda Reis Machado já levou o carnaval a diversos lugares do mundo e garante que as danças e bailinhos não deixam ninguém indiferente mesmo fora da ilha Terceira. Foi também nos palcos que herdou uma pele que se funde com a sua vivência, a Tia Jerónima de Jesus.

CLÉLIO MENESES #16

Clélio Meneses bebeu dos ensinamentos do pai, conhecido por “Mestre Alberto”, mentor de tantos puxadores de danças de espada. Escolheu gravar esta entrevista ao lado de um dos trajes com mais de 60 anos, usados pelo pai, numa dança de espada que é parte do espólio do Museu do Carnaval Hélio Costa. Nesta entrevista ficámos a conhecer algumas diferenças na forma de puxar danças de espada consoante a zona da ilha e as razões para essas particularidades.

HÉLIO COSTA #17

Já escreveu mais de mil assuntos, deu nome ao Museu do Carnaval da Ilha Terceira – Hélio Costa mas acha que “não é merecedor” de tanto. É uma figura incontornável do Carnaval da Ilha Terceira e acredita que na ilha Terceira há um poeta “casa sim, casa não”. Conheça este “monstro” do Carnaval Terceirense, Hélio Costa.

SARA E LEANDRA MOTA #18

Sara Mota e Leandra Mota conheceram o Carnaval nos palcos em que o pai, António Mota, atuava. Na altura brincavam com confetis e serpentinas. Mais tarde foram convidadas para puxar um bailinho e, 4 anos depois, acabaram por criar um projeto que trazem até aos dias de hoje. Sara tinha problemas com as cordas vocais, Leandra achava que a sua voz lírica não tinha lugar nos palcos e o tempo mostrou-lhes que no carnaval todos têm espaço. Conheça as irmãs Mota, nesta entrevista às duas.

JOÃO MENDONÇA #19

Assinala 50 anos de carnaval no ano mais atípico. João Mendonça é cara bem conhecida de todos os palcos da ilha. Deu vida à Justina Fedoca, personagem que o tem acompanhado nos últimos anos. Mas já vestiu muitos personagens e deu vida, através da escrita, a muitos outros bailinhos, danças de pandeiro e até danças de espada. Admite que se emociona enquanto relê o que escreve. E conta-nos como é que se “tiravam modas” antes do surgimento dos gravadores.

PATRÍCIO VIEIRA #20

Patrício Vieira leva 18 anos de carnaval e é mais um jovem autor, ator e músico. E ainda canta! Ele diz que faz tudo e “não faz nada de jeito” e conta os papéis que mais gostou de interpretar.

ALCINO ORNELAS #21

Chama-se Alcino Ornelas (“Tio Alcino” nos palcos) e acredita ser o terceirense com mais anos de carnaval. Dos seus 83 anos, 65 tiveram participação em danças, bailinhos ou comédias. Garante que as danças de espada já tiveram ratão e que nem sempre foram “sérias” como as conhecemos, atualmente. Ele gosta muito do carnaval da Terceira, mas não sabe se é o melhor do mundo “porque também gosta de ver o carnaval do Brasil ou as bailarinas do João Jardim na Madeira”. Os anos passam por ele, mas a memória continua “fina”. É o veteraníssimo que esperamos reencontrar nos palcos em 2022!

JOSUÉ ROCHA, FLÁVIO MENDES E PAULO VIEIRA #22

Terminámos esta série 2021 com este trio de atores. Já fizeram diversos papéis mas habituaram o público ao trio de “tolos”. Josué Rocha, Flávio Mendes e Paulo Vieira estarão, certamente, de regresso aos palcos em 2022.

© PE | Foto: DR

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s