AÇORES REGISTAVAM 6.988 DESEMPREGADOS EM DEZEMBRO DE 2020

As Agências para a Qualificação e Emprego dos Açores registaram 6.988 desempregados, no final do mês de dezembro de 2020, refere o primeiro comunicado mensal que reúne informação referente ao número de desempregados inscritos e ocupados em programas de inserção socioprofissional e medidas de estágio na Região.

Este valor representa um crescimento de 0,4% (+26 inscritos) face ao mês anterior e uma variação homóloga de (+) 0,1% em dezembro de 2020, em relação ao mesmo mês do ano anterior, refletindo mais seis inscritos à procura de primeiro e novo emprego.

Considerando os grupos profissionais, a maioria dos desempregados estava inscrito como trabalhadores de serviço de limpeza, trabalhadores dos resíduos e de outros serviços elementares, trabalhadores não qualificados da indústria extrativa, construção, indústrias transformadoras e transportes, vendedores e trabalhadores dos cuidados pessoais e similares.

No que concerne à atividade económica de origem do desemprego, 73,8% dos desempregados registados e à procura de novo emprego, trabalharam em atividades do setor dos serviços.

A avaliar por ilha, S. Miguel, com 66,7% do total dos desempregados na Região, e a ilha Terceira, com 19,9%, são as que mais peso relativo têm nos Açores em termos de inscritos no mês de dezembro de 2020.

Por concelhos, Ponta Delgada com 2.035 inscritos, Ribeira Grande, com 1.247, a par de Angra do Heroísmo, que tem 911 e da Praia da Vitória, com 479, são os quatro concelhos com mais desempregados registados, sendo que o número de inscritos na Agência para a Qualificação e Emprego de Ponta Delgada, representa 29,1% do total da Região, mais do dobro do peso relativo de Angra do Heroísmo (13%).

Em relação aos programas de inserção socioprofissional, vulgarmente designados por ocupacionais, em dezembro de 2020 havia 4.041 ocupados nos Açores, dos quais 3.071 desenvolviam projetos no âmbito do Programa de Ocupação Social de Adultos – PROSA e CTTS – Colocação Temporária de Trabalhadores Subsidiados.

Já no que respeita às medidas dedicadas à promoção do emprego jovem, há 3.079 integrados em empresas e entidades regionais, exercendo funções adequadas às suas qualificações em contexto real de trabalho, com grande destaque para o Estagiar L e T. 

Nesta medida de aquisição de experiência profissional e novas competências, potenciadora da empregabilidade, estão 2.803 jovens açorianos.

Ver relatório.

© GRA | Foto: DR | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s