MENSAGEM DE ANO NOVO DO REPRESENTANTE DA REPÚBLICA

Mensagem na íntegra do representante da República para os Açores, embaixador Pedro Catarino.

“Caros açorianos,

O ano que agora acaba trouxe-nos uma terrível pandemia que se espalhou por todo o planeta, não poupando nenhum país nem nenhuma região.

Todos tivemos de enfrentar um mal que se abateu sobre nós, impiedosamente.

Muitos perderam a vida.

Todos tivemos de lutar enfrentando uma gravíssima crise social e económica e tentando preservar a nossa saúde e a saúde dos nossos próximos bem como da comunidade em geral.

A entreajuda, a proteção redobrada aos mais vulneráveis, a dedicação dos profissionais de saúde, o trabalho das forças de segurança e de tantos outros, foram essenciais para que o poder destrutivo do vírus não tivesse efeitos avassaladores, desintegrando a estrutura das nossas sociedades e fazendo colapsar os serviços de saúde com seriíssimas consequências.

Mais uma vez na sua História, a Humanidade viu-se confrontada com a necessidade de solidariedade e da conjugação de esforços de todos, sem exceção. Só posso louvar a atitude e espírito cívico que os açorianos têm revelado face à pandemia.

Tem sido uma experiência difícil e dolorosa, mas não deixa de ser também uma lição e um apelo ao que temos de mais virtuoso em cada um de nós.

Vivemos, no momento em que vos dirijo esta mensagem, com a esperança de que as vacinas descobertas pela ciência e que estão já a ser aplicadas possam neutralizar os efeitos perversos do vírus e venham a permitir que possamos retomar as nossas vidas com normalidade, pondo fim à atmosfera de medo que tem prevalecido.

Teremos de, corajosamente, manter ainda durante algum tempo todos os cuidados até que as nuvens negras passem e o sol brilhe de novo.

Tempo de esperança é também tempo de redenção, de renovação, de propósitos positivos, de inspiração para uma vida melhor, mais segura, mais justa, mais solidária, mais harmoniosa.

Como na natureza, também na Humanidade, a anos menos bons seguem-se outros melhores e mais abundantes. Mas para isso, não nos iludamos, necessitamos de lançar as sementes, cuidar dos rebentos e acompanhar o crescimento e a floração para depois podermos colher os frutos. Deverá ser um esforço conjunto de toda a sociedade, governantes e governados, que, iluminados pelos avanços da ciência, neles deverão alicerçar novos e mais promissores caminhos.

É tempo de darmos as mãos e proclamarmos que somos todos membros da mesma comunidade, que nos devemos respeitar uns aos outros, entreajudarmo-nos e trabalharmos com ânimo e afinco redobrados, para a construção de um mundo em que todos – mas todos – possamos viver felizes.

O futuro está também nas nossas mãos e no nosso esforço.

Feliz Ano Novo para todas e para todos

Pedro Catarino”

© GRRA | Foto: DR | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s