PS AÇORES PREOCUPADO COM DESCONHECIMENTO DA TUTELA QUANTO AO NÚMERO DE VACINAS A DISTRIBUIR NA REGIÃO

O PS Açores, através do deputado Tiago Lopes, mostrou-se hoje preocupado com o desconhecimento do Governo Regional sobre os número de cidadãos a vacinar na primeira e segunda fases do plano de vacinação contra a COVID-19.

“Percebemos hoje que o número avançado, pelo Sr. Secretário Regional da Saúde e Desporto, de 20 mil vacinas no passado dia 10 de dezembro não será a quantidade que será fornecida aos Açores”, afirmou Tiago Lopes à margem da audição ao secretário da Saúde na reunião da Comissão de Assuntos Sociais do parlamento dos Açores, requerida precisamente pelo grupo parlamentar socialista. “E para além deste facto, a tutela não soube informar a Assembleia de qual será essa quantidade”, acrescentou.

O deputado da bancada socialista, anterior diretor regional da Saúde e responsável pela Autoridade de Saúde Regional, mostrou-se preocupado porque, como explicou: “o número de cidadãos a vacinar não depende de mais ninguém a não ser da tutela da Saúde e Desporto. E, pese embora, o Plano de Vacinação tenha sido publicado a 3 de dezembro, o Sr. Secretário, nem através do Diretor Regional da Saúde, nem através do Presidente da Comissão de Acompanhamento da Luta Contra a Pandemia nos Açores, ainda não sabe, com rigor, o número de cidadãos a vacinar nem na primeira, nem nas restantes fases da campanha de vacinação”.

Para Tiago Lopes esta informação é “essencial” para determinar o número de vacinas necessárias, numa situação em que “como o Sr. Secretário e a sua equipa reconhecem, existem constrangimentos no seu fornecimento e a tutela ainda não sabe com rigor essa informação”.

Em relação à situação epidemiológica na Região, o parlamentar considerou preocupante o aumento do Índice de Transmissibilidade nos Açores até ao passado dia 12 de dezembro, “facto evidenciado na apresentação realizada pela equipa do Sr. Secretário da Saúde e Desporto”, bem como o aumento de cadeias de transmissão na ilha Terceira e na ilha de São Miguel, nomeadamente, no Concelho da Ribeira Grande.

Tiago Lopes alertou ainda para ausência de resolução do Conselho de Governo no que concerne à realização de testes a quem se desloque por via marítima.

GPPS/A | Foto: GPPS/A | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s