REGIONAIS 2020: ARTUR LIMA É CABEÇA DE LISTA DO CDS-PP PELA TERCEIRA

O CDS-PP apresentou, na tarde deste sábado, a sua lista de candidatos pelo círculo eleitoral da ilha Terceira às próximas eleições legislativas regionais, estando presentes o cabeça-de-lista e Presidente do CDS Açores, Artur Lima, o mandatário da lista, Félix Rodrigues, e os demais candidatos. Segundo o

A primeira intervenção da tarde coube ao mandatário da lista, o Professor Félix Rodrigues, que frisou a importância de votar nas eleições do próximo dia 25 de outubro ao declarar que “a democracia não é forçosamente uma escolha de nós contra os outros: é uma escolha da qualidade e do rumo que queremos. A nossa sociedade mede-se pela qualidade das instituições, e a qualidade das instituições depende da qualidade das nossas escolhas. Apresento a lista do CDS pela ilha Terceira como uma escolha de qualidade”.

O cabeça-de-lista do CDS pela ilha Terceira e Presidente do CDS-PP Açores, Artur Lima, enalteceu “a coragem de todos os que aceitaram integrar a lista e dar a cara por um único objetivo: deixar a nossa terra melhor do que a encontramos hoje”, fazendo notar que “hoje em dia, sobretudo na juventude, existe medo de dar a cara – e quem diria que haveria medo numa democracia. Mas o CDS está aqui para dar uma alternativa à Juventude: uma alternativa à maior taxa de desemprego e à mais elevada taxa de insucesso escolar que se vive hoje nos Açores”.

Artur Lima afirmou que a lista apresentada neste sábado alia “a experiência dos mais velhos com a audácia dos mais jovens”, integrando “gente qualificada na saúde, na solidariedade social, no ambiente, na economia, na agricultura, nas pescas: uma lista transversal à sociedade Terceirense e bem representativa de todos os setores da nossa sociedade”.

O cabeça-de-lista e deputado Artur Lima, que na última legislatura exerceu as funções de líder do grupo parlamentar do CDS-PP nos Açores, convidou os eleitores Terceirenses a “comparar, em qualidade e quantidade, o trabalho feito pelos deputados do grupo parlamentar do CDS-PP com o das restantes forças políticas representadas na Assembleia Legislativa dos Açores”, afirmando que “em política não são todos iguais” e que “em empenho e compromisso, o CDS supera o PS e o PSD”.

Recordando algumas das principais iniciativas do CDS no Parlamento açoriano, Artur Lima fez referência ao Complemento Especial para o Doente Oncológico, ao COMPAMID (aumentado este ano em 25%, por proposta do CDS) e à criação da rede de residências para doentes deslocados, “entre outras medidas de grande alcance social por prestarem auxílio aos Açorianos que se encontram em maior situação de vulnerabilidade”. Em relação ao desenvolvimento da ilha Terceira, Artur Lima destacou “o quanto o CDS tem batalhado para melhorar as acessibilidades aéreas”, declarando que “se os Terceirenses têm ligações diretas para ao Porto, isso deve-se ao CDS”. O Presidente do Grupo Parlamentar do CDS nos Açores destacou ainda “o grande contributo que a instituição do Orçamento Participativo, por proposta do CDS, significou para a democracia açoriana, graças ao qual os Terceirenses e Açorianos podem apresentar propostas para a sua terra”. De grande importância para a ilha Terceira, Artur Lima recordou ainda uma iniciativa do deputado e também candidato às próximas eleições legislativas regionais Alonso Miguel, que criou um apoio excecional aos ganadeiros com vista a ajudá-los a sobreviver a esta crise decorrente da pandemia da COVID-19, de modo a que para o ano os Terceirenses possam retomar as suas touradas tradicionais.

Sobre o Radar da Serra de Santa Bárbara, Artur Lima afirmou que “hoje é um dia histórico porque o Radar foi finalmente inaugurado, o que prova que ‘água mole em pedra dura tanto bate até que fura’, até no Partido Socialista regional e nacional. Denunciamos desde 2016 e cobramos a António Costa e Vasco Cordeiro a construção deste radar, e reivindicamos uma rede de radares para os Açores. O feito de hoje deve-se à luta do CDS”.

Prosseguindo sobre questões ambientais, Artur Lima declarou que “atualmente, assistimos ao início da descontaminação dos solos e aquíferos da ilha Terceira. Essa proposta foi do CDS. E pretendo, neste âmbito, prestar justa homenagem ao professor Félix Rodrigues que se entregou a esta causa sem medo e com convicção, mesmo tendo sido politicamente perseguido, em democracia, chegando a ser ameaçado com um processo judicial como tentativa de o silenciar quando denunciou a contaminação dos solos e aquíferos da nossa ilha. O CDS está com o Professor Félix Rodrigues, com a ilha Terceira e com o Ambiente”.

As últimas declarações do cabeça-de-lista pelo círculo eleitoral da ilha Terceira, Artur Lima, foram de compromisso e seriedade para com os eleitores: “as listas do CDS são constituídas por Açorianos que querem servir as nossas ilhas. Não temos candidatos para a fotografia que depois não exercem o mandato. Não temos candidatos fantasmas. Os candidatos que forem eleitos, assumirão o seu lugar e as suas funções.” Artur Lima apelou ao voto no CDS nas eleições de 25 de outubro, afirmando que “o que nos move é servir os Terceirenses, mas os Terceirenses têm de pensar se querem dar maioria absoluta ao Partido Socialista. A alternativa ao poder absoluto do Partido Socialista é votar no CDS. Somos a alternativa de direita popular e democrática. O nosso compromisso é com os Terceirenses e com o Povo Açoriano”.

Foto: © GC-CDS-PP | GC-CDS-PP/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s